Geral

Mais de oito mil famílias podem perder Bolsa-Família em Mato Grosso do Sul

O Programa Bolsa-Família tem mais de 8 mil beneficiários com problemas cadastrais em Mato Grosso do Sul. Eles tiveram os pagamentos suspensos e ganharam novo prazo para atualizar os cadastros até o dia 29. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) decidiu pela prorrogação devido à adoção do novo sistema de senhas, que deixou […]

Arquivo Publicado em 04/03/2012, às 13h11

None

O Programa Bolsa-Família tem mais de 8 mil beneficiários com problemas cadastrais em Mato Grosso do Sul. Eles tiveram os pagamentos suspensos e ganharam novo prazo para atualizar os cadastros até o dia 29.


O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) decidiu pela prorrogação devido à adoção do novo sistema de senhas, que deixou o Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal indisponível por duas semanas em fevereiro.


Segundo o Governo do Estado, 8.066 famílias estão com os benefícios bloqueados em Mato Grosso do Sul e devem fazer o recadastramento para não terem cancelada a inscrição no Bolsa-Família.


As famílias que ainda não atualizaram os dados no Cadastro Único para Programas Sociais do governo federal, devem confirmar os dados na Secretaria de Assistência Social do município no qual residem.


Para evitar fraudes, o MDS utiliza a atualização cadastral periódica. Mudanças de endereço ou de renda, localização da escola dos filhos para acompanhamento da frequência escolar e composição familiar são informações que os beneficiários devem comunicar imediatamente no cadastro do Bolsa-Família.


No início de cada ano, o MDS identifica todas as famílias com cadastros sem atualização nos últimos dois anos e publica essa relação em seus sistemas de gestão.

Jornal Midiamax