Geral

Mãe e bebê morrem durante o parto e médico acusa falta de estrutura hospitalar

Nair Pereira da Silva, 24 anos, e seu bebê morreram durante o parto neste domingo no Hospital Municipal de Sete Quedas, a 471 km de Campo Grande. A jovem deu entrada no hospital em trabalho de parto e com complicações. Um dos médicos registrou boletim de ocorrência alegando que as duas morreram por falta de […]

Arquivo Publicado em 05/12/2012, às 13h26

None

Nair Pereira da Silva, 24 anos, e seu bebê morreram durante o parto neste domingo no Hospital Municipal de Sete Quedas, a 471 km de Campo Grande. A jovem deu entrada no hospital em trabalho de parto e com complicações. Um dos médicos registrou boletim de ocorrência alegando que as duas morreram por falta de estrutura hospitalar para o atendimento. A Polícia Civil do município investiga o caso.

O inquérito segue em segredo de Justiça como morte a esclarecer e o nome dos profissionais envolvidos não foram divulgados.

No momento que a jovem chegou ao hospital haviam duas enfermeiras e um médico. Como a jovem apresentava complicações, a equipe optou por realizar uma cesariana. Para isso, chamaram outro médico que não estava de plantão.

De acordo com a Polícia Civil, o não plantonista que registrou o boletim alegando que o hospital não tinha equipamentos, nem anestesista para realizar a cirurgia, e que os primeiros atendimentos não foram feitos de forma correta, o que causou a morte do bebê e da mãe.

A secretária da Saúde de Sete Quedas, Daiane Siqueira Fernandes não atendeu as ligações e na Secretaria e Hospital Municipal ninguém comentou sobre o caso. O delegado da Polícia Civil a cidade, Rinaldo Gomes Moreira, pediu prazo de 30 dias para concluir o inquérito.

Jornal Midiamax