Geral

Lotéricos e despachantes terão 8% de reajuste salarial em MS

Representantes comerciais e empregados de agentes lotéricos, despachantes, de administradoras de consórcios, arquitetura, engenharia consultiva, locadoras de veículos e filmes (videolocadoras), terão seus pisos salariais reajustados em 8% retroativamente a 1º de novembro e para quem ganha acima do piso, o reajuste será de 7,5% em média. A informação é de Estevão Rocha dos Santos...

Arquivo Publicado em 04/12/2012, às 21h00

None

Representantes comerciais e empregados de agentes lotéricos, despachantes, de administradoras de consórcios, arquitetura, engenharia consultiva, locadoras de veículos e filmes (videolocadoras), terão seus pisos salariais reajustados em 8% retroativamente a 1º de novembro e para quem ganha acima do piso, o reajuste será de 7,5% em média. A informação é de Estevão Rocha dos Santos, presidente do Seaac/MS, entidade que representa essas categorias em Mato Grosso do Sul.



O Seaac/MS (Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e em Empresas de Assessoramento, Auditoria, Perícias, Informações e Pesquisas e de Empresas de Serviços Contábeis de MS) fechou esses acordos esta semana. Os percentuais de reajuste ficaram acima da inflação acumulada nos 12 meses que antecederam a data base das categorias.



“Nos esforçamos para avançar nas negociações, para que os trabalhadores tenham ganho real em seus vencimentos. A cada negociação, precisamos melhorar os acordos para fazer justiça com os empregados, que são os maiores responsáveis pelo êxito das empresas”, afirmou Estevão Rocha, que é diretor da Fetracom/MS (Federação dos Trabalhadores no Comércio e Serviços de Mato Grosso do Sul), vice-presidente da Força Sindical Regional MS e conselheiro do SENAC em Campo Grande.



SEDE PRÓPRIA – O Seaac/MS acaba de adquirir sua sede própria na Rua da Redenção, 131, Vila Carvalho. Trata-se de uma sede com mais de 600 metros quadrados construídos e que está passando por uma reforma para construção de salão de reuniões e salas para assessoria jurídica gratuita aos trabalhadores, para homologações e rescisões de contratos de trabalho.



“Foram doze anos de luta, desde que fundamos o sindicato, para chegarmos a esse ponto, com o sonho da sede própria. Agora, vamos partir para novas conquistas, pois queremos melhorar ainda mais o atendimento aos nossos trabalhadores. Vamos agora lutar para conseguir uma sede de campo onde as famílias poderão passar bons finais de semana, fortalecendo os laços de amizade”, afirmou o líder sindical Estevão Rocha dos Santos.


Jornal Midiamax