Geral

Ladário comemora 234 anos neste domingo

A cidade de Ladário completa neste domingo, 02 de setembro, 234 anos e só não é a mais antiga de Mato Grosso do Sul, porque até 1.954 estava ligada a Corumbá política e administrativamente. Ladário tinha, inclusive, vereadores na Câmara de Corumbá e só constituiu os seus próprios poderes Legislativo e Executivo depois da metade […]

Arquivo Publicado em 02/09/2012, às 11h57

None
1638234348.png

A cidade de Ladário completa neste domingo, 02 de setembro, 234 anos e só não é a mais antiga de Mato Grosso do Sul, porque até 1.954 estava ligada a Corumbá política e administrativamente. Ladário tinha, inclusive, vereadores na Câmara de Corumbá e só constituiu os seus próprios poderes Legislativo e Executivo depois da metade do século passado.


O município Pantaneiro tem hoje pouco mais de 20.267 habitantes e tinha uma das menores arrecadações do Estado até passar a receber o Fundo de Compensação Financeira pela exploração de minério. O repasse passou a ser feito no ano passado depois da revisão de divisas com Corumbá, fruto de ação política entre os prefeitos José Antonio Assad e Fariae Ruiter Cunha de Oliveira, de Corumbá.

Com a revisão, Ladário não ganhou só território geográfico, mas passou a receber verba para compensar a retirada de ferro e manganês dos morros do Maciço do Urucum, que hoje também pertencem ao município. A projeção para este ano é de R$3 milhões, o que representa dois meses da arrecadação normal, que está em torno de R$1,5 milhão.

Com o incentivo financeiro,a cidade passou a se estruturar em vários setores, entre eles o educacional, que este ano recebeu o prêmio Palma de Ouro, do Ministério da Educação, como exemplo de implementação de boas práticas na Rede Municipal de Ensino. Além disso, a cidade também está sendo dotada de rede de esgotamento sanitário, com verbas do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC), o que deverá ajudar a melhorar a qualidade da saúde dos moradores.

As festividades de aniversário começaram na sexta-feira, 31 de agosto, e só se encerram no dia 09 de setembro.  “Esta é uma cidade muito aconchegante. Aqui todo mundo conhece todo mundo, todo mundo se ajuda, é muito bom”, disse sobre Ladário a farmacêutica Jéssica Costa de Arruda, de 22 anos. Filha de militar,ela morou em outras cidades e se formou em Campo Grande. Agora voltou e trabalha no lugar onde nasceu e procura ajudar naquilo que ela mesma acredita que deva melhorar: “Eu só queria que Ladário crescesse um pouquinho mais”.

Marlene Souza é corumbaense, mas mora em Ladário há 30 anos. Ela já se considera uma ladarense e elogia o município que escolheu para viver. “Tem o sossego da cidade pequena, o que é uma maravilha. A gente às vezes ainda encontra alguma dificuldade no campo da área de trabalho, principalmente para os mais jovens, mas eu acredito que a cidade está boa como está, se crescer demais vai perder essas característica de cidade interiorana, turística que nós temos”, afirmou ao Diário.

O ponto alto das festividades é hoje, dia do aniversário. Pela manhã um clássico do futebol no estádio Vicente Fortunato reacenderá a antiga rivalidade esportiva entre corumbaenses e ladarenses. A partir das oito horas da manhã, estarão em campo as seleções de Corumbá e Ladário com jogos nas categorias Master e Amador. À tarde, às 17 horas, acontece o desfile cívico-militar na avenida 14 de Março.

No dia 09 tem outra grande concentração de pessoas prevista para acontecer no Porto Turístico de Ladário. A Feira do Peixe que já se tornou tradicional deve atrair milhares de pessoas para um dos lugares mais bonitos da Pérola do Pantanal. No horário de almoço, haverá vários pratos de peixe, como a posta de pacu frito, o pintado ensopado e a urucum e a moqueca de pintado.

Jornal Midiamax