Geral

Kemp compara prioridades do Governo e diz que UEMS pede socorro

Durante a sessão desta quinta-feira (4), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Pedro Kemp (PT), defendeu mais investimentos na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e afirmou que ao invés do Governo do Estado priorizar a construção de um Aquário Natural orçado em R$ 80 milhões, deveria se […]

Arquivo Publicado em 05/10/2012, às 13h22

None
593556011.JPG

Durante a sessão desta quinta-feira (4), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, o deputado estadual Pedro Kemp (PT), defendeu mais investimentos na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) e afirmou que ao invés do Governo do Estado priorizar a construção de um Aquário Natural orçado em R$ 80 milhões, deveria se preocupar com a formação dos cerca de 9 mil acadêmicos da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul). Kemp disse ainda que gostaria de ocupar o posto de governador para investir nos jovens estudantes da UEMS para que a instituição tivesse os recursos necessários e assim pudesse cumprir sua missão de ensino, pesquisa e extensão, devolvendo pra sociedade em serviços toda a formação.


A fala de Kemp ocorreu por conta da audiência púbica “Função Social da UEMS”, proposta pelo parlamentar, ocorrida no dia anterior e que durou quase cinco horas na Assembleia. Entre as principais reivindicações apresentadas pelos acadêmicos, técnicos e professores está a retomada da autonomia financeira da UEMS com o retorno dos 3% da vinculação do orçamento. Hoje, de acordo com Kemp, enquanto a UEMS fica com R$ 70 milhões ao ano, a UESPÍ (Universidade Estadual do Piauí) tem o dobro do orçamento (R$ 140 milhões).


“Os professores, acadêmicos e técnicos da UEMS pedem o retorno desta vinculação. Mesmo com problemas de infraestrutura, condições de trabalho, valorização dos servidores, houve o aumento significativo dos cursos, do número de alunos e hoje a UEMS está em 15 municípios, que representam 60% da população do Estado. Vejam a importância da UEMS para o desenvolvimento do Estado na formação dos profissionais!”.


A UEMS já atende a demanda de formação de professores para atender toda a rede municipal de ensino com a formação de docentes na área de matemática, física, química, biologia. Ao longo dos anos foram abertos cursos de enfermagem, informática e direito sendo este último em Naviraí e Paranaíba considerado um dos melhores no Estado com resultados positivos nos exames da Ordem dos Advogados.


E hoje, de acordo com Kemp, o Estado não pode parar de investir porque se a UEMS não abrir cursos de doutorado perde o caráter de universidade.


Ainda durante seu pronunciamento, o parlamentar ressaltou a missão da Assembleia Legislativa em intermediar junto com o Governo do Estado uma reunião de trabalho para buscar a valorização da UEMS e a solução de seus principais problemas como a falta de recursos, de prédios próprios, material de higiene, capacitação dos professores e a defasagem salarial na aposentadoria dos professores. O governador André Puccinelli (PMDB) já havia sinalizado que faria uma primeira reunião de trabalho com uma comissão da UEMS prevista para acontecer na tarde de 8 de outubro, ou, no dia seguinte (9) durante todo o horário de expediente. O presidente da Assembleia, Jerson Domingos (PMDB) firmou compromisso de intermediar as conversas, definir uma data junto ao Governo e acompanhar a comissão formada por acadêmicos, professores e técnicos da UEMS. O deputado Pedro Kemp também deverá acompanhar a reunião de trabalho.

Jornal Midiamax