Geral

Juíza acata pedido do MP e afasta secretários da Prefeitura de Nova Alvorada do Sul

A Juíza de Direito Mariana Rezende Ferreira Yoshida acatou o pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul e afastou dos cargos os quatro Secretários Municipais Aildo Ramão da Luz Gonçalves (Secretário Municipal de Finanças), Fabiana Martins Amaral Viana (Secretária Municipal de Saúde), Ivonei Batista da Silva (Secretário Municipal de Educação) e Dorival Barbosa […]

Arquivo Publicado em 04/12/2012, às 12h32

None

A Juíza de Direito Mariana Rezende Ferreira Yoshida acatou o pedido do Ministério Público de Mato Grosso do Sul e afastou dos cargos os quatro Secretários Municipais Aildo Ramão da Luz Gonçalves (Secretário Municipal de Finanças), Fabiana Martins Amaral Viana (Secretária Municipal de Saúde), Ivonei Batista da Silva (Secretário Municipal de Educação) e Dorival Barbosa Campos (Secretário Municipal de Serviços Urbanos). Eles são acusados de envolvimento no esquema fraudulento deflagrado pela Operação Falsário em Nova Alvorada do Sul. A decisão saiu nesta segunda-feira (3).


No dia 25 de setembro, o GAECO (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado), em apoio ao Promotor de Justiça Luiz Eduardo de Souza Sant´Anna Pinheiro, deflagrou em Nova Alvorada do Sul (MS) a operação batizada de Falsário, que cumpriu três mandados de busca e apreensão e duas ordens de condução coercitiva.


A operação policial foi resultado de investigação iniciada em julho de 2012, a partir de denúncia de desvio de dinheiro público na Prefeitura Municipal. Durante as investigações, foram analisadas diversas notas fiscais, tendo sido constatado que vários dos serviços pagos pelo Município, como pequenas reformas em escolas e postos de saúde, não teriam sido de fato executados.


Ainda, restou apurado que para justificar os pagamentos, notas fiscais teriam sido emitidas de forma fraudulenta, em nome de pequenas empresas do ramo da construção civil de Nova Alvorada do Sul.


Durante a ação policial foram apreendidos, inclusive no prédio da Prefeitura Municipal, diversos documentos que indiciaram a prática dos crimes de peculato, falsidade ideológica e formação de quadrilha.


No dia 27 de novembro o Ministério Público Estadual ofereceu denúncia contra os quatro Secretários Municipais. A ação penal tramita na Vara Única da comarca de Nova Alvorada do Sul sob o número 0001676-88.2012.8.12.0054.

Jornal Midiamax