Geral

Jovens parlamentares se emocionam ao falar da despedida da Câmara

Os vereadores do Parlamento Jovem se emocionaram na manhã desta quarta-feira (17) ao falar da despedida do mandato iniciado em agosto de 2011. Emocionada na tribuna, Isabela de Paula, 16 anos, disse que aprendeu muito no mandato, onde teve a oportunidade de conhecer melhor e se apaixonar pela política. “Entrei odiando e acabei me apaixonando. […]

Arquivo Publicado em 17/10/2012, às 18h00

None
873707596.jpg

Os vereadores do Parlamento Jovem se emocionaram na manhã desta quarta-feira (17) ao falar da despedida do mandato iniciado em agosto de 2011. Emocionada na tribuna, Isabela de Paula, 16 anos, disse que aprendeu muito no mandato, onde teve a oportunidade de conhecer melhor e se apaixonar pela política. “Entrei odiando e acabei me apaixonando. Não consigo viver sem”, explicou.

Isabela contou que sempre estudou em escola pública, onde tentou participar de vários projetos, mas sem sucesso. No Parlamento Jovem ela teve esta oportunidade e pode se destacar até nacionalmente, sendo uma das representantes do País no MERCOSUL. “Às vezes eu penso que não nasci pra isso e logo vejo que não sei viver sem”, declarou a jovem parlamentar.

O presidente do Parlamento Jovem, João Antônio Argerin, diz que sempre entendeu a política como uma forma de transformar a sociedade em que vivemos. Ele entende que a política feita pelos jovens é pura e pode ajudar a resolver problemas que a sociedade vivencia.

João Antônio é autor de um dos cinco projetos criados pelo Parlamento Jovem na Câmara. O projeto dele inclui a disciplina de educação ambiental no currículo escolar dos alunos da Rede Municipal de Ensino. “É importante que a criança aprenda desde pequeno a respeitar o meio ambiente e, consequentemente, o ser humano e os coleguinhas”.

Ao final do mandato, os jovens parlamentares pretendem continuar o trabalho promovendo ações sociais pelos bairros. O projeto começou com 21 vereadores e hoje conta com 11 representantes. Os jovens foram escolhidos por meio de um concurso onde os inscritos tinham que apresentar projetos na Câmara. A sessão de hoje seria a última do mandato, mas a pedido dos jovens, outra sessão será realizada.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Siufi (PMDB), declarou que tinha um sonho de ver jovens comprometidos com a verdade e que queriam mudança. Ele acredita que o Parlamento Jovem concretizou este seu desejo. O vereador avalia que cada jovem do Parlamento tem um significado que ele não tinha aos 16 anos, quando nem se preocupava com a vida política da cidade. Siufi disse que lutará para que o Parlamento Jovem seja mantido e disse que os atuais poderão tentar a reeleição.

A vereadora Rose Modesto (PMDB) lembrou que os pais dela não têm a mesma esperança que ela em mudar a política e que esta esperança parte dos jovens. “Deus criou a política e não a politicagem ou os poliqueiros. Nós é que agradecemos os senhores. O mandato de vocês como vereadores mirins está terminando, mas peço a vocês que continuem participando e contribuindo com o Legislativo”, disse a vereadora, emocionada.

Jornal Midiamax