Geral

Irmã de candidata distribui balas e acaba presa por boca de urna em Campo Grande

PM flagrou dupla distribuindo saquinhos de balas com panfleto grampeado informando o número e nome da candidata.

Arquivo Publicado em 07/10/2012, às 13h29

None
1676871804.jpg

PM flagrou dupla distribuindo saquinhos de balas com panfleto grampeado informando o número e nome da candidata.

Duas pessoas já foram detidas em Campo Grande por boca de urna. M.P.D, de 52 anos, e A.P.B, de 34 anos, foram presos pelos homens do 9º Batalhão da PM no bairro Mata do Jacinto, após serem flagrados distribuindo sacos de balas com santinhos da candidata Marlei Vandes (PSOL).


Uma é irmã da candidata, e os dois estavam distribuindo os brindes na Rua Hugo Pereira do Valle, nas proximidades do maior colégio eleitoral da capital sul-mato-grossense. Marlei Pereira Vandes é servidora pública estadual e tem 41 anos de idade.


Segundo o tenente Maurício Pavão, os policiais constataram a distribuição de saquinhos de balas que tinham grampeados panfletos com o número e o nome de Marlei. Testemunhas também confirmaram que os brindes estavam sendo distribuídos entre eleitores.


Os dois foram levados pela PM para o Centro de Triagem da Polícia Militar, que foi montado no ginásio do Colegio Dom Bosco, na rua 14 de julho, para atender às prisões durante o período eleitoral de 2012.


Lá, a delegada Kelly Bernardo, da Polícia Federal, constatou com os indícios presentes que os dois cometeram o crime de boca de urna. Foi lavrado um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência e os presos foram levados para a sede da PF em Campo Grande.


Denúncias podem ser feitas pelo (67) 3326-0001, na Justiça Eleitoral, ou diretamento pelo 190. (Texto editado às 11h29 para correção // Título alterado)

Jornal Midiamax