Geral

Investigador diz que cantora Whitney Houston foi assassinada

Uma nova evidência surgiu sobre a morte da cantora Whitney Houston – em fevereiro deste ano. Paul Huebl, um investigador particular, afirmou que a cantora foi assassinada e que há, inclusive, um vídeo que pode provar sua teoria. “Tenho evidências que apontam que Whitney foi vítima do ataque de um poderoso traficante. Ele enviou seus […]

Arquivo Publicado em 26/12/2012, às 21h21

None

Uma nova evidência surgiu sobre a morte da cantora Whitney Houston – em fevereiro deste ano. Paul Huebl, um investigador particular, afirmou que a cantora foi assassinada e que há, inclusive, um vídeo que pode provar sua teoria.

“Tenho evidências que apontam que Whitney foi vítima do ataque de um poderoso traficante. Ele enviou seus capangas para cobrar uma grande dívida da cantora”, contou à revista “National Enquirer”.

O homem afirmou também que a cantora recebeu cocaína no quarto de seu hotel um dia antes de sua morte. Além disso, ele apontou que a diva ficou sozinha no recinto por 45 minutos e que foi justamente nesse momento que os capangas entraram no hotel.

Huebl teve acesso aos vídeos de segurança do estabelecimento e, junto com outras provas, vai levar o material para a polícia de Chicago. “O corpo de Whitney mostra evidências de que ela se defendeu. Pode ter ocorrido enquanto ela estava batalhando por sua vida”, concluiu.

Jornal Midiamax