Geral

Integrante de dupla sertaneja é encontrado morto dentro de carro na BR 262

Músico tinha mais de 30 anos de sucesso. Com vários Cd´s gravados com o parceiro Zé do Campo, outros solo e ainda um em parceria com Creone (ex-parceiro de Barreirito), ele deixa três filhos e esposa.

Arquivo Publicado em 14/09/2012, às 23h11

None
1381238767.jpg

Músico tinha mais de 30 anos de sucesso. Com vários Cd´s gravados com o parceiro Zé do Campo, outros solo e ainda um em parceria com Creone (ex-parceiro de Barreirito), ele deixa três filhos e esposa.

Ricardo Cândido Figueiredo, 59 anos, o Camponês, que fazia dupla com Zé do Campo, foi encontrado morto dentro de seu veículo Pálio, na BR- 262, no município de Terenos, por volta das 13h30 da tarde dessa sexta-feira.

Camponês foi encontrado dentro do veículo ainda com o cinto de segurança abotoado. O carro estava atravessado em cima da guia que divide o acostamento da área de mata. Inclusive, por pouco o carro não caiu numa ribanceira. A hipótese mais provável é que tenha sofrido um mal subido, mas ainda teve controle da direção até para o automóvel.

De acordo com um amigo da família que acompanhou a viúva e os dois filhos até o local onde Camponês foi encontrado morto, o músico retornava da cidade de Aquidauana. De acordo com ele, que preferiu não se identificar, a vítima tinha ido mostrar jingle de campanha produzido por ele para um candidato.

A perícia de Campo Grande foi acionada para atender o caso. Inicialmente a suspeita é de morte natural. A reportagem obteve a informação que Camponês sofria da doença de chagas e á tinha sofrido ml súbito antes. O corpo foi trazido para a cidade de Campo Grande.

Zé do Campo e Camponês formaram dupla há 30 anos com estilo sertanejo que lembra bastante a música de Gino e Geno, Trio Parada Dura, Barreirito e Praia e Prainha.

Inicialmente Camponês desenvolvia seu talento musical com o avô e tios. Depois montou a dupla e gravaram um LP compacto, vários Cd´s, e também Camponês gravou um CD solo. Outro capítulo importante na sua história como músico foi a gravação de um trabalho com Creone em homenagem a Barreirito. Músicas de sucesso foram várias entre elas: loira do carro branco, cartão vermelho, sentimentos iguais e sai pra lá saudade.

Camponês teve dois casamentos. Do primeiro tem o filho Rivelino Jatobá e do segundo Rui e Rone. Ele também deixa esposa. O local do velório ainda não foi decidido, uma vez que a família providencia os trâmites para liberação do corpo.

Um dos filhos de Camponês é Rivelino Jatobá, sanfoneiro do Grupo Mensageiros do Oeste, inclusive quando recebeu a notícia da morte do pai estava se preparando para um show na Praça do Rádio Clube, em Campo Grande.

Jornal Midiamax