Geral

Índice de Preços ao Produtor têm alta de 1,05% em março

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a inflação na porta das fábricas brasileiras, registrou alta de 1,05% em março deste ano, depois de uma deflação (queda de preços) de 0,42% em fevereiro. A taxa é superior também à observada em março do ano passado (0,39%). O dado foi divulgado hoje (27) pelo […]

Arquivo Publicado em 27/04/2012, às 13h45

None

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede a inflação na porta das fábricas brasileiras, registrou alta de 1,05% em março deste ano, depois de uma deflação (queda de preços) de 0,42% em fevereiro.


A taxa é superior também à observada em março do ano passado (0,39%). O dado foi divulgado hoje (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Dezoito das 23 atividades industriais analisadas apresentaram alta de preços em março, com destaque para os alimentos (1,59%), equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (4,7%) e papel e celulose (3,82%).


Entre os cinco setores que tiveram deflação em março, as principais influências vieram da fabricação de sabões, detergentes, produtos de limpeza, cosméticos, perfumaria e higiene pessoal (-1,75%) e produtos farmoquímicos e farmacêuticos (-1,54%). No acumulado do ano, o IPP registra taxa de 0,19%. Já o índice acumulado em 12 meses chega a 1,37%, com destaque para os alimentos, que registram alta de 3,45%.

Jornal Midiamax