Geral

Idosa morre após ter sopa injetada na veia no Rio de Janeiro

Uma paciente de 88 anos morreu na Santa Casa de Barra Mansa, no sul do Rio de Janeiro, após receber sopa na veia. A direção do hospital reconheceu o erro de uma funcionária, mas não acredita que o caso tenha provocado a morte da idosa. O enterro de Ilda Vitor Maciel aconteceu na manhã de […]

Arquivo Publicado em 10/10/2012, às 15h23

None

Uma paciente de 88 anos morreu na Santa Casa de Barra Mansa, no sul do Rio de Janeiro, após receber sopa na veia. A direção do hospital reconheceu o erro de uma funcionária, mas não acredita que o caso tenha provocado a morte da idosa. O enterro de Ilda Vitor Maciel aconteceu na manhã de terça-feira. Ela estava internada desde o dia 27 de setembro, vítima de um acidente vascular encefálico, que paralisou metade do corpo. Os filhos dizem que ela vinha apresentando sinais de melhora, segundo informações do Bom Dia Rio, da TV Globo.


De acordo com a família, na noite de domingo a idosa esperava pela sopa. “Injetou foi na veia. Quando injetou na veia, minha mãe pegou e começou a se bater, colocou a língua para fora e começou a se bater”, disse a filha. Ela foi medicada, mas morreu 12 horas depois. A ficha de informação que solicita necropsia, assinada por uma médica da Santa Casa, sugere embolia pulmonar, quando as veias do pulmão são obstruídas, e diz que a injeção da sopa pode ter causado a morte. Já a declaração de óbito do Instituto Médico Legal (IML) de Volta Redonda coloca causa indeterminada, aguardando resultados de exames. A direção da Santa espera o resultado do laudo, que deve ficar pronto em 30 dias.

Jornal Midiamax