Geral

Herói contra os bolivianos, Kardec assume rótulo de ‘talismã’ e pede para ficar no Santos

O atacante Alan Kardec foi o principal responsável pela vitória do Santos por 2 a 0 diante do The Strongest, da Bolívia, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Isso porque, o atacante santista conseguiu superar a retranca dos bolivianos ao marcar […]

Arquivo Publicado em 20/04/2012, às 02h16

None

O atacante Alan Kardec foi o principal responsável pela vitória do Santos por 2 a 0 diante do The Strongest, da Bolívia, nesta quinta-feira, na Vila Belmiro, em jogo válido pela última rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América. Isso porque, o atacante santista conseguiu superar a retranca dos bolivianos ao marcar de cabeça o primeiro gol da partida, que aconteceu somente aos 40 minutos de segundo tempo. Neymar fechou o placar dois minutos depois.


Kardec é reserva da equipe santista, mas sempre costuma balançar as redes durante os jogos. Por isso, o jogador assumiu o rótulo de ‘talismã’ que recebeu da torcida santista, já faz ‘juras de amor’ ao clube, e pede para permanecer no Santos após julho, quando vence seu empréstimo.


“As pessoas dizem que é talismã. Seria uma covardia dizer que estou triste, todos querem jogar sempre. Quem falar que não, está mentindo, mas o nosso grupo é muito forte. Quando recebi oferta do Santos, sabia que brigaria por títulos. Tenho recebido a confiança da comissão técnica e de todos do grupo, por isso as coisas acontecem naturalmente”, disse Kardec, que pertence ao Benfica.


“Quero ficar no Santos, já conversei com meu empresário. Ele diz que as coisas estão caminhando, mas mantenho a calma. Quero dar sequência a tudo isso. As coisas acontecem para quem trabalha. Acima de tudo está o trabalho”, disse.


Apesar de reserva, Kardec já marcou sete gols nesta temporada, um mais que Borges, titular do ataque santista. Com isso, o ‘talismã’ do Santos é o vice-artilheiro do time em 2012, ficando atrás apenas de Neymar, que já marcou 17 gols.


“Estou muito feliz. É sempre importante fazer gols, sendo decisivos ou não, isso significa muito para mim.”, concluiu.

Jornal Midiamax