Geral

Guarda Municipal detém grafiteiros que pintavam em parede de órgão da prefeitura

Eles estavam do lado de fora do SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), já terminando um dos desenhos nas paredes, quando foram surpreendidos por um Guarda Municipal.

Arquivo Publicado em 13/06/2012, às 18h04

None
2080079748.jpg

Eles estavam do lado de fora do SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), já terminando um dos desenhos nas paredes, quando foram surpreendidos por um Guarda Municipal.

Três grafiteiros foram presos em flagrante na manhã desta quarta-feira (13), no momento em que realizavam uma pintura nas paredes da SAS (Secretaria Municipal de Assistência Social), na rua Orfheu Baís, no bairro Amambaí, em Campo Grande.


Eles estavam do lado de fora do órgão, já terminando um dos desenhos nas paredes, quando foram surpreendidos por um Guarda Municipal. Alberto Peres, 22 anos, Muriel Oliveira, 24 anos e Raoni Ramires Figueiredo, 25 anos disseram que o trabalho era autorizado por um funcionário do SAS, porém o guarda disse que recebeu uma ligação do próprio órgão para conter os grafiteiros.


A guarnição foi acionada e os três grafiteiros foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro. “A prefeitura não disponibiliza verba nem legaliza o nosso trabalho, porém tínhamos uma autorização para fazer uma arte de tema livre”, disse um dos grafiteiros.


Muriel Oliveira aproveitou a oportunidade para falar sobre o preconceito a profissão. “Eles nos prenderam por puro preconceito, porque não estávamos fazendo nenhuma pichação e sim uma arte nas paredes. Eu inclusive participei dos concursos da prefeitura, nas fachadas da praça e do hospital no final do ano passado e ganhei em segundo lugar”, fala o jovem.


De acordo com o delegado Divino Furtado de Mendonça, plantonista da Depac Centro, eles podem ser indiciados por não respeitar a lei n° 9.605/1998, que se refere aos Crimes Ambientais.

Jornal Midiamax