Geral

Grupo vê caminho livre para Ganso jogar em rival do Santos

Aos poucos, as barreiras para a saída de Paulo Henrique Ganso do Santos vão sendo quebradas uma a uma. A insatisfação mútua é tamanha que até a transferência para um arquirrival é vista hoje como mais fácil. Pelo menos é o que avalia a DIS, parceira do atleta. A conclusão do grupo, dono de 55% […]

Arquivo Publicado em 29/07/2012, às 17h47

None

Aos poucos, as barreiras para a saída de Paulo Henrique Ganso do Santos vão sendo quebradas uma a uma. A insatisfação mútua é tamanha que até a transferência para um arquirrival é vista hoje como mais fácil. Pelo menos é o que avalia a DIS, parceira do atleta.

A conclusão do grupo, dono de 55% dos direitos econômicos do meia, é baseada em declarações recentes do presidente Luis Alvaro Ribeiro. Esgotado com o episódio da renovação, ele disse que o libera com o pagamento da multa rescisória (a parte do Santos é avaliada em cerca de R$ 26 milhões para clubes do Brasil), independentemente da origem do cheque.

A posição abre brecha, segundo pessoas ligadas à DIS, para o jogador sair para qualquer clube sem constrangimentos, já que teria o “aval” até de Luis Alvaro.

Situação bem diferente do ano passado, quando o jogador e seus representantes abriram negociações com o Corinthians e Ganso foi mais cauteloso, com receio de sair brigado. Agora, porém, a situação com o clube chegou ao limite, com troca de farpas pela imprensa. Uma reunião entre o Peixe e a DIS estava marcada para esta semana, na tentativa de resolver o imbróglio, mas foi adiada.

Enquanto isso, Luis Alvaro espera uma contraproposta de Delcyr Sonda, dono da DIS e cuja prioridade é repassar Ganso ao Internacional, seu clube do coração. O Inter já demonstrou interesse na contratação do jogador, sobretudo após a perda de Oscar, negociado com o Chelsea (ING).

As partes esperam o retorno de Ganso da Olimpíada para definir a situação. A DIS pretende ouvir os interesses do meia e não descarta renegociar com o Corinthians. Segundo o portal UOL, o grupo até já teria se reunido com o rival do Santos esta semana, o que foi negado por um funcionário da DIS.

Jornal Midiamax