Geral

Gremistas reclamam de desgaste e Luxemburgo programa descanso

“Vou deixar os caras em casa. Eles estão sentindo”. Consciente do desgaste físico apresentado pelos jogadores do Grêmio após o empate por 1 a 1 diante do Bahia, o técnico Vanderlei Luxemburgo já programa dar descanso ao grupo nas retas finais do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-americana, competição pela qual sua equipe já entra […]

Arquivo Publicado em 28/10/2012, às 10h50

None

“Vou deixar os caras em casa. Eles estão sentindo”. Consciente do desgaste físico apresentado pelos jogadores do Grêmio após o empate por 1 a 1 diante do Bahia, o técnico Vanderlei Luxemburgo já programa dar descanso ao grupo nas retas finais do Campeonato Brasileiro e da Copa Sul-americana, competição pela qual sua equipe já entra em campo na próxima terça-feira.


Depois de passar a noite em um hotel na cidade de Salvador, a delegação desembarca no final da tarde deste domingo em Porto Alegre e os jogadores ficam dispensados até a segunda-feira à tarde, quando iniciam preparação para o confronto do dia seguinte contra o Millonarios, pela ida das quartas de final da Copa Sul-americana.


“Estamos caminhando para o nosso objetivo. Vamos levando, mas com cuidado. Eu tenho a opção de, no final de temporada, após muita concentração, deixar os caras em casa. Andamos oito horas entre aeroporto, avião e hotel em Salvador e isso cansa. Vamos voltar e já tem jogo no dia seguinte. Vou deixar os caras em casa, equilibrar a parte física. Mentalmente estamos um pouquinho debilitados, porque estamos esticando o limite o tempo todinho”, alegou Vanderlei Luxemburgo.


Mesmo “sem gostar de empatar”, Luxemburgo acabou atendendo às reclamações do grupo de jogadores. Além de Kleber, que deixou a partida com o tornozelo inchado e preocupa para a sequência da temporada, Elano sentiu o músculo adutor e os outros jogadores alegaram cansaço físico e mental com o fim de temporada.


“A gente sabia que não ia ser fácil pela equipe do Bahia e pelo nosso estado físico. Sentimos o cansaço, não podemos crucificar qualquer um por erros, porque o grupo está debilitado. Mas agora é pensar em terça-feira, que tem jogo importante”, diz o volante Souza, focado no embate pela Sul-americana

Jornal Midiamax