Geral

Grêmio recebe o Ypiranga para se classificar e evitar zebra

Líder disparado do Grupo 2 na Taça Farroupilha, o Grêmio recebe neste domingo o Ypiranga, pelas quartas de final do segundo turno do Gauchão. A equipe de Erechim, mesmo classificada à fase final do turno, está previamente rebaixada para a Segundona do ano que vem, devido ao baixo número de pontos conquistados na Taça Piratini. […]

Arquivo Publicado em 15/04/2012, às 15h41

None

Líder disparado do Grupo 2 na Taça Farroupilha, o Grêmio recebe neste domingo o Ypiranga, pelas quartas de final do segundo turno do Gauchão. A equipe de Erechim, mesmo classificada à fase final do turno, está previamente rebaixada para a Segundona do ano que vem, devido ao baixo número de pontos conquistados na Taça Piratini. Só se salvará da queda se for campeã da Taça Farroupilha.


Mesmo assim, o Tricolor descarta facilidades. “São 90 minutos e a equipe precisa entrar atenta. Os times que têm nos enfrentado no Olímpico têm jogado recuados, aproveitando contra-ataques e bolas paradas. Temos que ter atenção nestas situações. É jogar quanto tivermos a bola, marcar pressão e matar o jogo quando houver chance”, projeta o zagueiro Werley.


Pela primeira vez desde que chegou ao Grêmio, no final de fevereiro, o técnico Vanderlei Luxemburgo terá a chance de repetir a escalação de um jogo para outro. A única dúvida que ainda existe é no ataque. Miralles, de ótimas atuações nos dois últimos jogos, pode pegar a vaga tanto de André Lima, que foi mal na partida de quarta, contra o Ipatinga, pela Copa do Brasil, como de Bertoglio, que sentiu desconforto muscular.


No entanto, a tendência é de manutenção do time e do esquema 4-4-2 com meio-campo em losango. Com o meio formado por Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio, o Grêmio tem cinco vitórias em cinco jogos: três delas por goleada, e a outra no Gre-Nal, no Beira-Rio (2 a 1). Além dos 100% de aproveitamento, são 17 gols marcados e só três sofridos.


Apesar de ter a pior campanha geral entre os 16 clubes que disputam o Gauchão, o Ypiranga proporcionou um confronto duro com o Grêmio em fevereiro, na Taça Piratini. A equipe de Erechim, jogando em casa, saiu à frente, sofreu o empate e só perdeu no último minuto, em gol de cabeça do zagueiro Grolli. Contra o Inter, no Beira-Rio, na abertura da Taça Farroupilha, nova derrota apertada, pelos mesmos 2 a 1.


Na Taça Farroupilha, o time de Erechim foi quarto colocado no Grupo 1, com 9 pontos. Mesmo assim, foram apenas duas vitórias em sete jogos. A curiosidade é que, em 2011, Grêmio e Ypiranga se encontraram nestas mesmo quartas de final, nos dois turnos do Gauchão. Na Taça Piratini, no Olímpico, o Tricolor venceu por 5 a 0; na Farroupilha, em Erechim, empate em 1 a 1 e vitória gremista nos pênaltis.


Quartas de final da Taça Farroupilha Sábado 16 horas – Veranópolis x São José 18h30 – Internacional x Cerâmica 20h30 – Canoas x Pelotas Domingo 16 horas – Grêmio x Ypiranga


FICHA TÉCNICA GRÊMIO X YPIRANGA


Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS)


Data: 15 de abril de 2012, domingo


Horário: 16 horas (de Brasília)


Árbitro: Anderson Daronco


Assistentes: Marcelo Bertanha Barison e Rafael da Silva Alves


GRÊMIO: Victor; Gabriel, Werley, Gilberto Silva e Pará; Fernando, Souza, Léo Gago e Marco Antônio; Bertoglio e André Lima


Técnico: Vanderlei Luxemburgo


YPIRANGA: Fernando Vizotto; Feijão, Anderson Santos, Éder Gaúcho e Almeida; Mateus Magro, Evandro, Ederson e Edinho; Tiago Duarte e Rodrigo Jesus


Técnico: Leocyr Dall’astra

Jornal Midiamax