Geral

Grazielle Machado desiste e reduz chance da Câmara ser presidida por uma mulher

A vereadora Grazielle Machado (PR), tida com uma das favoritas à cadeira de presidente da Câmara de Campo Grande, informou ao Midiamax que não concorre ao comando da Casa. A desistência de Grazielle reduz as chances de uma mulher presidir a Câmara, deixando apenas Rose Modesto (PSDB) na disputa. Questionada sobre a corrida pelo posto […]

Arquivo Publicado em 09/12/2012, às 12h07

None
1463742951.jpg

A vereadora Grazielle Machado (PR), tida com uma das favoritas à cadeira de presidente da Câmara de Campo Grande, informou ao Midiamax que não concorre ao comando da Casa. A desistência de Grazielle reduz as chances de uma mulher presidir a Câmara, deixando apenas Rose Modesto (PSDB) na disputa. Questionada sobre a corrida pelo posto e as especulações de que teria desistido da cadeira, a vereadora informou que nunca concorreu.

“Nunca fui candidata à presidência. Sou candidata a primeira secretaria. Para a presidência eu sou uma opção”, justificou. Grazielle sempre disse que o pai, deputado Londres Machado, sete vezes presidente da Assembleia Legislativa, ensinou que um presidente não é escolhido por si próprio, mas pela maioria que o conduz ao posto, naturalmente.

Apesar de contar com vários ensinamentos do pai, a vereadora declarou que não estava recebendo coordenadas. Ela comparou a atual situação a da águia, que leva o filhote até o pico mais alto e solta, para que ele possa aprender a voar. “Estou aprendendo a voar”, explicou a vereadora sobre a campanha.

A vereadora é uma das líderes do “Grupo dos 17”, criado para eleger o presidente da Casa. Neste período, contou com apoio declarado do vereador Paulo Siufi (PMDB), atual presidente da Câmara, e até de concorrentes, como o vereador Flávio César (PTdoB), que declarou preferência por ela caso não fosse o escolhido.

A vereadora Rose conta com a simpatia de muitos na Casa, mas adota certa cautela, assegurando que só será candidata para um consenso. Ela é a única mulher na corrida pela presidência, já que Thais Helena (PT) não quer o cargo e Carla Stephanini (PMDB) e Luiza Ribeiro (PPS) estão no primeiro mandato.

As cinco mulheres da Câmara integram o Grupo dos 17. A expectativa é de que eles escalem os candidatos a presidência, vice-presidência e secretaria nesta segunda-feira (10), para que na outra segunda (17), anuncie o presidente da Câmara, já que eles possuem a maioria dos 29 vereadores que chegam em 2013.

Jornal Midiamax