Geral

Google digitaliza uma das cópias mais antigas dos Dez Mandamentos

O Google anunciou nesta terça-feira a digitalização de novos manuscritos do Mar Morto, permitindo que qualquer pessoa em qualquer parte do mundo tenha acesso a uma das cópias mais antigas do Livro do Deuteronômio, que inclui os Dez Mandamentos, e também parte do livro 1 do Gênesis, que descreve a criação do mundo. As cópias […]

Arquivo Publicado em 18/12/2012, às 17h50

None
519608148.jpg

O Google anunciou nesta terça-feira a digitalização de novos manuscritos do Mar Morto, permitindo que qualquer pessoa em qualquer parte do mundo tenha acesso a uma das cópias mais antigas do Livro do Deuteronômio, que inclui os Dez Mandamentos, e também parte do livro 1 do Gênesis, que descreve a criação do mundo. As cópias colocadas online também incluem centenas de textos datados de mais de 2 mil anos.



Há pouco mais de um ano, o Google ajudou a colocar na internet cinco manuscritos do Mar Morto, que incluem os mais velhos manuscritos bíblicos conhecidos. “Escrito há mais de 2 mil anos em pedaços de pergaminho e papiro, preservados pelo clima quente e seco do deserto e pela escuridão das cavernas em que estavam escondidos. Os pergaminhos são, possivelmente, a mais importante descoberta arqueológica do século 20”, afirma o Google em nota.



As cópias colocadas no ar hoje tem cerca de 5 mil imagens de fragmentos dos textos do Mar Morto nunca antes vistos, em uma parceria entre o Google e a Israel Antiquities Authority. A página mostra imagens em infravermelho e coloridas, além de um banco de dados contendo informações de cerca de 900 dos manuscritos, e páginas com conteúdo interativo.



O conteúdo está disponível, em inglês, no site especial.


Jornal Midiamax