Geral

Funsau prorroga contrato de manutenção do ar no HRMS e valor global atinge R$ 936 mil

O contrato assinado em 2008 pela Funsau (Fundação Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul) para manutenção do sistema de ar condicionado no Hospital Regional, em Campo Grande, recebeu o quinto termo aditivo. O extrato foi publicado nesta quarta-feira (19). Com o aditamento, o valor global original, que era de R$ 159,9 mil, passou para R$ […]

Arquivo Publicado em 19/09/2012, às 11h57

None

O contrato assinado em 2008 pela Funsau (Fundação Serviços de Saúde de Mato Grosso do Sul) para manutenção do sistema de ar condicionado no Hospital Regional, em Campo Grande, recebeu o quinto termo aditivo. O extrato foi publicado nesta quarta-feira (19).


Com o aditamento, o valor global original, que era de R$ 159,9 mil, passou para R$ 936.081,25 (novecentos e trinta e seis mil, oitenta e um reais e vinte e cinco centavos), segundo os dados informados.


A fortuna inclui o dinheiro adicionado à contratação ao longo dos últimos quatro anos com os Termos Aditivos de número 1, 2, 3 e 5.


De acordo com o extrato inicial, assinado em 10 de setembro de 2008, a Refrigeração Buenos Aires foi contratada como empresa especializada para “manutenção preventiva e corretiva de equipamentos de sistema de ar condicionado, ventilação e exaustão” para atender as necessidades do HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul).


O valor inicial era de 159.900,00 (cento e cinquenta e nove mil novecentos reais), referentes a um prazo de doze meses e com o fornecimento de peças predeterminadas incluído. Com o segundo Termo Aditivo, aplicado em 2010, esse custo foi alterado em 25%.


Desde então, o pagamento mensal da Funsau para a empresa é de R$ 16.656,25 (dezesseis mil, seiscentos e cinquenta e seis reais e vinte e cinco centavos). Assim, com o termo aditivo de hoje, na prática foram acrescentados R$ 199.875,00 (cento e noventa e nove mil oitocentos e setenta e cinco reais) ao valor global.


O prazo de vigência foi prorrogado até 9 de setembro de 2013. O ordenador de despesas do contrato inicial foi José Roberto de Almeida. No termo aditivo desta quarta-feira, quem assina pela Funsau é o diretor-presidente da Fundação, Ronaldo Perches de Queiroz.

Jornal Midiamax