Geral

Fundac apresenta atrações culturais em Campo Grande

A Fundac (Fundação Municipal de Cultura) apresenta atrações culturais que vão agradar tanto os adultos quanto o público infantil. Na quinta-feira (01.11) acontece o Projeto Quinta Cultural na Orla e no domingo (04.11), no Museu José Antonio Pereira tem teatro com a Cia das Artes Rob Drown com a peça Não é História para Criança […]

Arquivo Publicado em 31/10/2012, às 21h35

None

A Fundac (Fundação Municipal de Cultura) apresenta atrações culturais que vão agradar tanto os adultos quanto o público infantil. Na quinta-feira (01.11) acontece o Projeto Quinta Cultural na Orla e no domingo (04.11), no Museu José Antonio Pereira tem teatro com a Cia das Artes Rob Drown com a peça Não é História para Criança Dormir. Também no domingo, o Teatro de Arena do Horto recebe o espetáculo Cirandando, da Trupe da Casa de Ensaio.



Veja a seguir os horários e detalhes da programação cultural:



PROJETO QUINTA CULTURAL NA ORLA



Grupo Curumins Cia Teatral apresenta a peça – Os Bens Cuidados.



DATA: 1°/11/2012 – quinta-feira



HORÁRIO: 19h30min



LOCAL: Teatro de Arena da Orla Morena – ao lado da Feira Livre do Bairro Cabreúva



PEÇA TEATRAL NÃO É HISTÓRIA PARA CRIANÇA DORMIR”



DATA: 04/11/2012 – Domingo



HORÁRIO: 15h



LOCAL: Museu José Antonio Pereira – 3314-3181



A Cia de Artes Rob Drown apresenta espetáculo infantil que conta a história de Gatildo e Gatilda, dois atrapalhados parceiros contadores de história que não conseguem contar história nenhuma e acabam convocando o Sr. Gatuso, o maior contador de histórias do mundo, mas atrapalham tanto, que nem ele consegue contar a história. Com músicas animadas, tocadas sempre ao vivo, o espetáculo interage com o público de uma forma leve e alegre.



CIRANDANDO



DATA: 04/11/2012 – Domingo



HORÁRIO: 17 horas



LOCAL: Teatro de Arena do Horto Florestal



O espetáculo “Cirandando” é uma viagem pelo Brasil por meio da música e da poesia. De autoria de Artur Monteiro de Barros, com base em obras dos principais poetas brasileiros, tem direção de Carol Dória. A peça propõe que o público reflita sobre a seguinte questão: o Brasil perdeu a poesia? Dispostos a responder essa dúvida, um grupo de amigos se reúne num fim de tarde após saírem da escola para brincar e, com a ajuda de um livro, embarcam numa viagem fantástica por cada uma das regiões do Brasil, conhecendo os poetas e as músicas típicas de cada região. Em cena, os atores da Trupe da Casa apresentam trechos das principais obras de Ferreira Gullar, João Cabral de Melo Neto, Cecília Meirelles, Carlos Drummond de Andrade, Adélia Prado, Manuel Bandeira, Mário Quintana, Cora Coralina e Manoel de Barros, entre outros, que são mostrados ao público em diferentes situações que misturam o lúdico e o fantástico a partir do olhar de uma criança.


Jornal Midiamax