Geral

Financiamentos agrícolas somam R$ 26,5 bilhões entre julho e setembro

Os financiamentos da agricultura empresarial somaram R$ 26,5 bilhões de julho a setembro deste ano, segundo dados apresentados hoje (29) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O desembolso representa 23% do montante de R$ 115,2 bilhões destinados ao Plano Safra 2012/2013, lançado em junho passado. O empréstimo é 14,7% maior que o volume […]

Arquivo Publicado em 29/10/2012, às 20h37

None

Os financiamentos da agricultura empresarial somaram R$ 26,5 bilhões de julho a setembro deste ano, segundo dados apresentados hoje (29) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O desembolso representa 23% do montante de R$ 115,2 bilhões destinados ao Plano Safra 2012/2013, lançado em junho passado.



O empréstimo é 14,7% maior que o volume contratado no mesmo período do ano passado, quando foram financiados R$ 23,1 bilhões. Segundo o Mapa, as contratações no âmbito do Programa ABC, no qual as boas práticas agrícolas são incentivadas, foram destaque no período, com recursos liberados na ordem de R$ 600 milhões.



Dados do ministério apontam que os financiamentos de custeio concedidos por meio do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp) somaram R$ 2,2 bilhões, do total de R$ 4 bilhões disponibilizados. O valor é 40% superior ao contratado no mesmo período de 2011. Do total, cerca de R$ 417 milhões foram aplicados em operações de investimento.



Os financiamentos de investimentos do Programa de Modernização da Agricultura e Conservação de. Recursos Naturais (Moderagro) e do Programa de Incentivo à Irrigação e à Armazenagem (Moderinfra) registraram contratos de R$ 111 milhões e R$ 58 milhões, respectivamente. Os empréstimos são praticados com juros de 5,5% ao ano.



Para o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), para a aquisição de máquinas agrícolas, equipamentos de irrigação e estruturas de armazenagem, foram disponibilizados R$ 1,8 bilhão. No âmbito desse programa, para os financiamentos contratados até setembro deste ano, os juros serão de 2,5% ao ano.



As medidas aprovadas pelo governo federal visam a ampliação da demanda por crédito rural, por meio do aumento de recursos, da redução dos juros das linhas de crédito disponíveis para financiar a agricultura e da melhoria nas condições de financiamento ao médio produtor rural. A avaliação dos pedidos para contratações a juros menores é atualizada mensalmente pelo Grupo de Acompanhamento do Crédito Rural, coordenado pela Secretaria de Política Agrícola do Mapa.


Jornal Midiamax