Geral

Felipão se retrata por declaração sobre funcionários do Banco do Brasil

Luiz Felipe Scolari telefonou ao presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para se retratar pela declaração feita nesta quinta-feira. Durante entrevista coletiva ao assumir o posto de treinador da seleção, Felipão disse estar ciente que vencer a Copa de 2014 em casa é obrigação e afirmou que “se não tiver pressão, vai trabalhar no […]

Arquivo Publicado em 29/11/2012, às 21h53

None

Luiz Felipe Scolari telefonou ao presidente do Banco do Brasil, Aldemir Bendine, para se retratar pela declaração feita nesta quinta-feira.



Durante entrevista coletiva ao assumir o posto de treinador da seleção, Felipão disse estar ciente que vencer a Copa de 2014 em casa é obrigação e afirmou que “se não tiver pressão, vai trabalhar no Banco do Brasil, senta no escritório e não faz nada”.



No telefonema a Bendine, Scolari ressaltou que é cliente do banco há mais de 30 anos. Ele disse não ter tido a intenção de ofender os bancários: “Eu estou lá é para pedir a colaboração do povo brasileiro à Seleção e não pretendia ofender o pessoal do Banco do Brasil. Foi apenas uma má colocação”.



Para o presidente do banco, o incidente está superado e lembrou ao técnico que ele tem o apoio dos funcionários do BB. “Você vai ter aqui uma família de 116 mil pessoas que estará torcendo pelo seu trabalho, que você seja muito feliz nessa nova empreitada e que traga de volta aquela alegria que você nos deu em 2002”.


Jornal Midiamax