Geral

Familiares de jovens são ouvidos e esperam pena máxima para envolvidos em assassinato

Os pais dos jovens Leonardo Batista Fernandes e Breno Luigi Silvestrini de Araújo foram ouvidos no início da audiência de instrução e julgamento

Arquivo Publicado em 17/12/2012, às 18h22

None
1410489266.jpg

Os pais dos jovens Leonardo Batista Fernandes e Breno Luigi Silvestrini de Araújo foram ouvidos no início da audiência de instrução e julgamento

Os pais dos jovens Leonardo Batista Fernandes e Breno Luigi Silvestrini de Araújo foram ouvidos no início da audiência de instrução e julgamento. Rubens e Lilian Silvestrine, pais de Breno e Paulo Roberto Fernandes e Angela Fernandes falaram sobre como educaram seus filhos.

“Fico imaginando como pode um advogado querer defender gente dessa espécie… Esse tipo de bicho. Minha expectativa é que todos eles recebem a pena máxima.”.

A mãe de Jovilton Jackson Leite Almeida – Marta de Andrade, disse que seu filho é inocente e que dormia em casa na noite do crime, além de trabalhar durante o dia.

“Três de outubro era para ele ter se apresentado, pois serviria o quartel. Ele já está 115 dias preso e o erro foi deixar que o primo dele (menor de idade) dormir lá em casa. Ele perguntou se podia passar a noite lá em casa e deu nisso”.

“Acho que esses meninos têm que pagar pelo crime, mas meu filho não tem nada a ver com a história e isso vai ser provado.”.

Rafael Silva da Costa, Dayani Aguirre (sua esposa) e Raul de Andrade Pinto responderão por latrocínio, corrupção de menores, crime de sistema de armas e roubo majorado. Jovilton responderá por latrocínio, corrupção de menores e formação de quadrilha ou bando.

Jornal Midiamax