Geral

Ex-candidato do PSDB registra boletim de ameaça por suposto assessor do governador

O ex-candidato a vereador de Campo Grande Gerson Espindola (PSDB) registrou na delegacia do Bairro Piratininga, boletim de ameaça contra Alcides Butenberg, que segundo ele, seria assessor do governador André Puccineli (PMDB). Espindola afirma que foi ameaçado de agressão e morte, por volta das 9h, quando trabalhava de fiscal para a coligação na Escola Estadual […]

Arquivo Publicado em 28/10/2012, às 14h54

None
134455904.jpg

O ex-candidato a vereador de Campo Grande Gerson Espindola (PSDB) registrou na delegacia do Bairro Piratininga, boletim de ameaça contra Alcides Butenberg, que segundo ele, seria assessor do governador André Puccineli (PMDB). Espindola afirma que foi ameaçado de agressão e morte, por volta das 9h, quando trabalhava de fiscal para a coligação na Escola Estadual Maria Rita de Cássia Pontes Teixeira, da 54ª Zona Eleitoral, no Conjunto União I.

A vítima conta que estava trabalhando quando foi surpreendido por Butenberg dando ordem para que retirasse seu carro que contem adesivo do candidato à Prefeitura de Campo Grande Alcides Bernal (PP). “Ele estava estacionado a 100 metros da escola, dentro da legislação”, afirmou Espindola.

Ao se negar, as ofensas e ameaças teriam iniciado. Três testemunhas acompanharam à vítima até a delegacia para registrar a queixa. De acordo com o ex-candidato, essa não é a primeira vez que tem problemas com Butenberg.

Em 2008, segundo a vítima, durante as eleições ele teria sido agredido por Butenberg com uma barra de ferro. O ex-candidato conta que as agressões só acabaram quando um policial militar empunhou a arma e ordenou que ele parasse. Como não houve flagrante, o acusado não foi detido.

Jornal Midiamax