Geral

Ex-atleta e treinador do Operário diz que lamenta sede do Operário ter ido a leilão

A dívida do Operário Futebol Clube com o ex-atleta e ex-treinador Amarildo de Carvalho se encerra com o leilão da sede realizado nesta terça-feira (24), em Campo Grande. De acordo com Amarildo a reclamação trabalhista se arrastou por 15 anos. “Isso vem desde que quando eu jogava”, lembrou. Amarildo enfocou que quando a ação teve […]

Arquivo Publicado em 24/04/2012, às 20h08

None

A dívida do Operário Futebol Clube com o ex-atleta e ex-treinador Amarildo de Carvalho se encerra com o leilão da sede realizado nesta terça-feira (24), em Campo Grande.


De acordo com Amarildo a reclamação trabalhista se arrastou por 15 anos. “Isso vem desde que quando eu jogava”, lembrou.


Amarildo enfocou que quando a ação teve início o valor cobrado era de R$ 15 mil, mas acabou correndo juros durante todos esses anos. “Eu não queria que chegasse nesta situação. Desde o começo eu tentei negociar”.


Para Amarildo o clube acabou perdendo um bem que nunca soube utilizar. “Não fiquei contente com o resultado. Não era isso que eu queria”.


O ex-treinador começou sua carreira como atleta do Operário, aos 13 anos e chegou a ser jogador do Palmeiras, entre outros.

Jornal Midiamax