Geral

Ex-advogado de Bruno entra com quarto pedido de liberdade

Mesmo não sendo mais o advogado do goleiro Bruno Fernandes, acusado da morte de Eliza Samudio, o antigo defensor Rui Pimenta, destituído pelo atleta no segundo dia de julgamento, no mês passado, voltou a pedir a liberdade do jogador para o Superior Tribunal Federal (STF). Este novo pedido, impetrado na quarta-feira, será a quarta tentativa […]

Arquivo Publicado em 13/12/2012, às 18h36

None
1288092692.jpg

Mesmo não sendo mais o advogado do goleiro Bruno Fernandes, acusado da morte de Eliza Samudio, o antigo defensor Rui Pimenta, destituído pelo atleta no segundo dia de julgamento, no mês passado, voltou a pedir a liberdade do jogador para o Superior Tribunal Federal (STF).



Este novo pedido, impetrado na quarta-feira, será a quarta tentativa de colocar o goleiro em liberdade. No fim da semana passada, o último recurso foi negado pelo ministro Teori Zavaski. No documento, Pimenta pedia mudança na decisão de Joaquim Barbosa, ministro que negou em caráter liminar a liberdade para Bruno no dia 1º de outubro.



No mês passado, o advogado Rui Pimenta disse entender que Bruno tinha o direito de ter a liberdade, pelo menos até seu julgamento, que será no dia 4 de março, junto com os acusados Dayanne e Marcos Aparecido, o Bola.



“Bruno é réu primário, tem bom comportamento na cadeia e tem o direito de aguardar em liberdade. Quero colocá-lo na rua para cumprir o sonho dele, que é jogar a Copa do Mundo e ajudar, quem sabe, o Brasil ser campeão”, disse.



O novo recurso não tem data para ser julgado. Enquanto isso, Bruno segue preso na penitenciária Nelson Hungria, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte.


Jornal Midiamax