Geral

Estudo: maconha não diminui dor, mas a torna mais suportável

Pesquisadores da Universidade de Oxford descobriram que a maconha não reduz a intensidade da dor, como afirmado por alguns especialistas, mas a torna mais suportável. O THC, ingrediente da erva, reduz as atividades em áreas ligadas aos aspectos emocionais do sofrimento. As informações são do Daily Mai. O pesquisador chefe, Michael Lee, disse: “a maconha […]

Arquivo Publicado em 25/12/2012, às 22h15

None

Pesquisadores da Universidade de Oxford descobriram que a maconha não reduz a intensidade da dor, como afirmado por alguns especialistas, mas a torna mais suportável. O THC, ingrediente da erva, reduz as atividades em áreas ligadas aos aspectos emocionais do sofrimento. As informações são do Daily Mai.



O pesquisador chefe, Michael Lee, disse: “a maconha não parece agir como um remédio para dor convencional. Algumas pessoas respondem muito bem, outros nem um pouco, ou até mesmo mal. Imagens do cérebro mostram pequena redução nas regiões do cérebro que codificam a sensação de dor, que é o que nós tendemos a ver com drogas como os opiáceos”.



A dor em longo prazo, muitas vezes sem causa clara, é um problema de saúde complexo. Diferentes abordagens muitas vezes são necessários para ajudar a controlar a dor do paciente, pode incluir medicamentos, fisioterapia e apoio psicológico.



Para alguns pacientes, medicamentos à base de maconha ou são eficazes enquanto outras drogas não conseguem controlar a dor, já outras pessoas relatam pouco efeito da droga sobre a dor, mas experimentam efeitos secundários.



Os pesquisadores recrutaram 12 homens saudáveis para o estudo. Eles receberam um comprimido de 15 mg de THC ou de um placebo. Então, tiveram que esfregar uma substância na pele para induzir dor. Alguns receberam um creme normal, enquanto o resto recebeu um creme de pimenta que causou uma sensação de queimação.


Jornal Midiamax