Geral

Escolha de Giroto aproxima Mandetta do PSDB, avalia Azambuja

Para Azambuja, a escolha abre caminho para o partido ampliar as negociações com o deputado federal Luiz Henrique Mandetta

Arquivo Publicado em 05/03/2012, às 13h25

None
1792990265.jpg

Para Azambuja, a escolha abre caminho para o partido ampliar as negociações com o deputado federal Luiz Henrique Mandetta

Pré-candidato do PSDB a prefeito da Capital, o deputado federal Reinaldo Azambuja não se surpreendeu nenhum um pouco com a escolha do também deputado federal Edson Giroto (PMDB) para representar o grupo do governador André Puccinelli (PMDB) na disputa eleitoral e ainda apostou que a decisão aproximará o DEM dos tucanos. “A mais de um ano eu já sabia que o Giroto seria o candidato do PMDB”, comentou.


Para Azambuja, a escolha abre caminho para o partido ampliar as negociações com o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM), que, juntamente com o vereador Paulo Siufi (PMDB), lutava para viabilizar sua candidatura com o apoio do governador e do prefeito Nelsinho Trad (PMDB). “A exclusão do Mandetta vai nos aproximar ainda mais do DEM”, apostou Azambuja.


Ele destacou a “afinidade” em nível nacional do PSDB com o DEM. “Em muitos municípios vamos reproduzir essa aliança”, adiantou. Em algumas capitais, inclusive, os tucanos devem abrir mão de candidatura própria para apoiar os democratas. Neste sentido, ele acredita que o DEM pode retribuir em Campo Grande. “Estamos conversando muito e vamos ampliar ainda mais as  ações para atrair o apoio dos democratas na Capital”, frisou Azambuja.


Segundo ele, lideranças nacionais do PSDB estão reforçando a empreitada. “O senador Aécio Neves (PSDB-MG) e presidente nacional do partido, Sérgio Guerra também estão conversando com o Mandetta”, revelou. “Nós vamos caminhar juntos na sucessão na Capital”, reforçou.

Jornal Midiamax