Geral

Escola impede entrada de alunas por roupas ‘provocativas’

Dezenas de alunas foram impedidas de entrar na escola estadual Dr. Alarico Silveira, na Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, na manhã dessa sexta-feira, 2 de março, por estarem vestidas de forma “muito sexy e provocativa”, segundo elas mesmas disseram sobre a avaliação feita pela diretora. Um total de 60 estudantes na faixa […]

Arquivo Publicado em 03/03/2012, às 12h50

None

Dezenas de alunas foram impedidas de entrar na escola estadual Dr. Alarico Silveira, na Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, na manhã dessa sexta-feira, 2 de março, por estarem vestidas de forma “muito sexy e provocativa”, segundo elas mesmas disseram sobre a avaliação feita pela diretora. Um total de 60 estudantes na faixa dos 15/16 anos – entre os quais também alguns meninos – teria tido a entrada proibida por usar “blusas justas” e “camisetas coloridas”, além de duas meninas que usariam “sutiãs muito coloridos”.


A informação é da Folha de S. Paulo. Teria havido confusão e bate-boca entre alunos e funcionários da escola, uma professora teria empurrado uma aluna, e outra teria cortado a mão durante um empurra-empurra. Os professores e gestores da Dr. Alarico Silveira negaram as agressões, mas confirmaram haver a orientação contra o uso de roupas “indecentes” e pela preferência por trajes neutros, como calças jeans e camisetas brancas ou com o logo da instituição. “Eles têm que vir decentemente vestidos. Está fazendo calor e as meninas acham que podem vir de qualquer jeito”, ressaltou uma fonte da escola. “Minha filha estava de calça jeans e camiseta. Mas, se a blusa for mais justinha no corpo, já é sexy para a diretora”, contrapôs a mãe de uma estudante. Por meio de nota, a Secretaria Estadual da Educação de SP afirmou que pediu a apuração do evento na Dr. Alarico Silveira em caráter de urgência.

Jornal Midiamax