Geral

Entidades evangélicas têm estrutura negada pelo Governo e correm para realizar dia de ação social

De acordo com pastor Carlos Ferreira, previsão é que aproximadamente 15 mil pessoas passem pelo Parque Airton Senna, no próximo dia 16. Embora promovido pela Convenção de Líderes Religiosos das Igrejas Evangélicas do Brasil, evento vai oferecer opções para todas as denominações religiosas, bem como atendimento social.

Arquivo Publicado em 02/12/2012, às 19h02

None
776991762.jpg

De acordo com pastor Carlos Ferreira, previsão é que aproximadamente 15 mil pessoas passem pelo Parque Airton Senna, no próximo dia 16. Embora promovido pela Convenção de Líderes Religiosos das Igrejas Evangélicas do Brasil, evento vai oferecer opções para todas as denominações religiosas, bem como atendimento social.

A Convenção de Líderes das Igrejas Evangélicas do Brasil (Clieb) promove no dia 16 de dezembro, entre 8h e 22h, no Parque Ayrton Senna, em Campo Grande, a 1ª Festa no Parque. O evento vai oferecer gratuitamente atendimentos comunitários, shows, exposições, venda de artesanato, orientações espirituais e programação especial para crianças.

De acordo com o pastor Carlos Ferreira, organizador do evento, várias entidades já confirmaram apoio como, por exemplo, a Polícia Militar, Defesa Civil Municipal, mais de 60 igrejas, além de médicos, contadores, psicólogos, operadores do direito, profissionais para casamentos civil e religioso, emissão de documentos.

Embora já tenha um grande leque de serviços para oferecer aos frequentadores do evento, o pastor Carlos Ferreira corre contra o tempo para conseguir dois itens que ele considera estrutura básica: tendas e som. Segundo ele, um ofício foi enviado no dia 8 de novembro ao então secretário Osmar Jerônymo, mas, por telefone, o pedido foi negado por um assiste de gabinete.

“Acredito que nosso ofício foi encaminhado em tempo, já que no final de ano acontecem muitos eventos para a comunidade, então sempre os governos têm caixa para dar apoio. Infelizmente o nosso foi negado, mas esperamos que o Governo repense ou que empresários nos ajudem afinal, não só a comunidade evangélica foi pensada, mas toda Campo Grande”, diz o pastor.

Para realizar o evento, a entidade precisa de 10 tendas no tamanho de 10 x 10. Elas serão usadas para atividades, principalmente com crianças e idosos. “Não podemos misturar atividade de criança com uma multidão, ainda mais ao sol”, reforça Carlos Ferreira.

Durante a programação acontecem shows musicais, apresentação de coral, grupos de louvor, desafio de hip hop, teatro, teatro com bonecos, palhaços, balé infantil, gincana, exposição e venda de artesanato, livros, instrumentos, som e roupas. Na programação religiosa, acontecem pregações, orações, batismos, consagração de pastores e das 19 as 22h cruzada. Quem quiser saber mais sobre o evento ou colaborar com a estrutura que falta pode ligar nos telefones: 3380-4599 ou 9255-3756.

Jornal Midiamax