Geral

Enem prisional acontece em dezembro em 29 presídios da Agepen

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado nos dias 4 e 5 de dezembro em 29 presídios gerenciados pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, quatro a mais que em 2011. As provas serão aplicadas também no Presídio Federal e em unidades socioeducativas. De acordo com a chefe da Divisão de Educação […]

Arquivo Publicado em 08/10/2012, às 15h06

None

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) será realizado nos dias 4 e 5 de dezembro em 29 presídios gerenciados pela Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário, quatro a mais que em 2011. As provas serão aplicadas também no Presídio Federal e em unidades socioeducativas.


De acordo com a chefe da Divisão de Educação da Agepen, Elaine Arima Xavier Castro, o cadastramento dos internos acontecerá no período de 15 de outubro a 5 de novembro. A meta, segundo ela, é aumentar a número de participantes com relação ao ano passado, quando foram registradas 557 inscrições apenas entre custodiados da agência penitenciária; tendo em vista que agora mais unidades penais sediarão as provas.


Os reeducandos inscritos serão avaliados nas áreas de: Ciências Humanas e suas Tecnologias; Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Redação e Matemática e suas Tecnologias.


Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do Ministério da Educação, os aprovados, além da certificação de conclusão do Ensino Médio, poderão concorrer a vagas em universidades e em programas governamentais.


Mudanças


Nesta edição, segundo a chefe da Divisão de Educação da agência penitenciária, o Inep traz algumas modificações para a realização do exame, fruto do trabalho do Comitê de Assessoramento da Aplicação dos Instrumentos de Avaliação, que está realizando a reformulação dos procedimentos relativos às aplicações dos exames e avaliações do Ministério da Educação junto à população carcerária e das medidas socioeducativas, e do qual Mato Grosso do Sul representa toda a Região Centro-Oeste nas discussões.


Entre as alterações já estabelecidas está a participação mais efetiva das administrações penitenciárias na realização dos exames. Outra novidade é que unidades que não possuem escolas instaladas também poderão sediar as provas.

Jornal Midiamax