Geral

Encontro Nacional de Segurança e Crimes de Trânsito reúne autoridades para discutir tema

Durante o evento foi criada a Comissão Especial de Trânsito da OAB/MS, a ser presidida pela advogada Ana Maria Medeiros Navarro Santos.

Arquivo Publicado em 17/04/2012, às 00h55

None

Durante o evento foi criada a Comissão Especial de Trânsito da OAB/MS, a ser presidida pela advogada Ana Maria Medeiros Navarro Santos.

O Encontro Nacional de Segurança e Crimes de Trânsito reuniu na noite desta segunda-feira (16), autoridades estaduais e federais para começar um ciclo de atividades que vão até o dia 20 sobre educação e medidas de segurança no trânsito.


Estiveram presentes na solenidade de abertura o governador André Puccinelli, o Secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública Wantuir Jacini, o diretor-presidente da Agetran, Rudel Trindade, o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso do Sul, Leonardo Duarte, o diretor do Detran, Carlos Henrique dos Santos Pereira e Marivaldo da Costa Pereira, representando o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.


O secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça disse que a importância de um evento como este é a discussão de idéias. “Daqui podem sair novas idéias para o trânsito. São eventos como estes que marcam a importância do diálogo do poder público com a população na troca de informações”.


As ações municipais, estaduais e federais foramd estacadas na abertura do evento, como o “Placar da Vida”, criado em novembro de 2010 cujo recorde é de 19 dias sem morte no trânsito da Capital. A campanha “Pedestre, eu cuido”, das faixas de travessia com segurança e a implantação pela OAB/MS da Comissão Especial de Trânsito, tendo como representante a advogada Ana Maria Medeiros Navarro Santos. Ela e mais três advogados atuarão na agilização de processos decorrentes do trânsito.


O presidente da OAB/MS, Leonardo Duarte, destacou a importância do debate público. “Vivemos na época da velocidade e da onipresença de informações, onde a sociedade exige do poder público uma maior agilidade nas respostas que procura. É importante que momentos como estes aconteçam mais, sempre que for possível, colocando o trânsito em debate”, disse.


Acessibilidade


O desembargador Nery Azambuja foi até o Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo para acompanhar o evento. Em uma cadeira de rodas há 25 anos, após sofrer um acidente de carro no trânsito, ele disse que já viu a cidade passar por diversas mudanças.


“A questão da acessibilidade anos atrás era bem diferente da que temos hoje. Tem melhorado muito e acredito que vá melhorar mais rápido conforme aconteça a conscientização das pessoas”, declarou.


“Aprendi muito nesses 25 anos, a acessibilidade melhorou muito, mas ainda falta muito também. Não adianta só as normas mudarem, tem que haver mais sensibilidade nas pessoas”, finalizou.


Editada às 14:45, do dia 17/04/2012, para correção de informação

Jornal Midiamax