Geral

Encontrado 12º corpo nos escombros de prédios no RJ

As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros encontraram por volta das 17h desta sexta-feira (27) o 12º corpo nos escombros dos três prédios que desabaram na noite da última quarta-feira (25). Até agora, os corpos são de cinco homens, quatro mulheres e três não foram identificados. Com esse resgate, ao menos 22 pessoas ainda […]

Arquivo Publicado em 27/01/2012, às 20h52

None

As equipes de resgate do Corpo de Bombeiros encontraram por volta das 17h desta sexta-feira (27) o 12º corpo nos escombros dos três prédios que desabaram na noite da última quarta-feira (25). Até agora, os corpos são de cinco homens, quatro mulheres e três não foram identificados. Com esse resgate, ao menos 22 pessoas ainda continuam desaparecidas, segundo estimativa da prefeitura.

De acordo com o tenente Luciano Sarmento, do Quartel Central do Corpo de Bombeiros, até as 17h desta sexta foram retirados 90% dos escombros dos edifícios, cerca de 20 mil toneladas de entulho.

Na tarde desta sexta, as equipes chegaram ao ponto onde estaria concentrado o maior número de vítimas. As buscas estão focadas na área onde ficava um curso, no prédio de número 44 na avenida 13 de Maio, no qual estariam 11 pessoas.

Com os focos de incêndio que ainda persisitiam nos escombros, a fumaça atrapalhava o trabalho das equipes e dos cães farejadores, além de impossibilitar o uso dos sensores de calor. Os sensores de som também não eram utilizados, pois o barulho é forte, o que comprometeria a operação. As buscas acontecem apenas com máquinas e homens.

Dinheiro

O desabamento escondia um tesouro que pode ter sido retirado de debaixo dos escombros. A agência do banco Itaú, de número 0607, tinha entre R$ 2 milhões e R$ 3 milhões guardados dentro de cofres. Na tarde desta sexta, as equipes encontraram cofres e caixas eletrônicos do banco.

Em nota oficial, o banco disse que os clientes afetados serão atendidos em outras 11 agências que funcionam na região, mas deixa transparecer a preocupação da instituição ao afirmar que “equipes do banco estão no local desde a noite de ontem para acompanhar e contribuir com o trabalho (…) e adotar as providências cabíveis e necessárias”.

Segundo o Banco Central, os correntistas da agência não terão qualquer prejuízo com a destruição da agência. Pelas regras da autoridade monetária, assim que o dinheiro for resgatado, o banco poderá fazer a troca das notas danificadas por outras novas.

Jornal Midiamax