Geral

Empresa espanhola de energia vai investir 12 milhões de euros em MS

A firma espanhola Elecnor ganhou uma concessão de transmissão de energia elétrica em Mato Grosso do Sul que vai representar um investimento equivalente de cerca de 12 milhões de euros (US$ 14,8 milhões) e será financiado tanto com contribuição de capital como com dívida a longo prazo. A concessão, que foi licitada pela Agência Nacional […]

Arquivo Publicado em 11/06/2012, às 17h39

None

A firma espanhola Elecnor ganhou uma concessão de transmissão de energia elétrica em Mato Grosso do Sul que vai representar um investimento equivalente de cerca de 12 milhões de euros (US$ 14,8 milhões) e será financiado tanto com contribuição de capital como com dívida a longo prazo.


A concessão, que foi licitada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), consiste em uma subestação de 200 MVA. Prevê-se que o prazo para a construção seja de 24 meses e que o projeto gere 140 empregos diretos. A duração do contrato com concessão será de 30 anos e integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).


Este novo contrato reforça a presença da Elecnor no mercado brasileiro de transmissão de eletricidade, com um total de 11 concessões que somam 9.340 MVA e 3.734 quilômetros de linhas no total.


A empresa está presente ainda no setor das renováveis no Brasil com um total de 328 MW eólicos em operação e desenvolvimento.


Leilão


O leilão de transmissão de energia que a Elecnor participou na última semana teve seis lotes ofertados. Cinco foram arrematados, todos com valor menor que o teto estabelecido pela Aneel.


Segundo a Aneel, os empreendimentos leiloados deverão demandar R$ 911 milhões em cinco estados, com geração de 4.649 empregos diretos. Os prazos de conclusão das obras variam de 18 a 24 meses e os contratos de concessão são de 30 anos.


Os vencedores do leilão foram os que apresentaram o menor valor para a Receita Anual Permitida (RAP), que é o quanto a transmissora terá direito pela prestação do serviço, a partir da entrada em operação comercial das instalações.


(Com informações do Terra e da Agência Brasil)

Jornal Midiamax