Geral

Embrapa lança projeto de piscicultura aprovado pelo MPA

O projeto de piscicultura “Desenvolvimento de tecnologias aplicadas à cadeia do pescado do Território da Grande Dourados”, foi lançado nesta sexta-feira, 14, pela Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS). O lançamento aconteceu na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Os recursos, oriundos de emenda parlamentar, foram aprovados pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (...

Arquivo Publicado em 14/12/2012, às 19h30

None

O projeto de piscicultura “Desenvolvimento de tecnologias aplicadas à cadeia do pescado do Território da Grande Dourados”, foi lançado nesta sexta-feira, 14, pela Embrapa Agropecuária Oeste (Dourados, MS). O lançamento aconteceu na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD).



Os recursos, oriundos de emenda parlamentar, foram aprovados pelo Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA). Para a Embrapa Agropecuária Oeste colocar em prática o projeto, foram repassados os recursos de aproximadamente R$ 1,2 milhão para construções e aquisição de equipamentos.



O chefe adjunto de P&D da Embrapa Agropecuária Oeste, Guilherme Lafourcade Asmus, fez uma breve apresentação do projeto de pesquisa, que tem como objetivo apoiar o desenvolvimento da cadeia produtiva, com ações de geração e adequação de tecnologias. “O que se espera com esse projeto é que sejam fortalecidas as atividades do Núcleo de Pesquisa em Aquicultura de Mato Grosso do Sul, o NUPAQ-MS. A responsabilidade de executar o projeto está embasada no extremo relacionamento interinstitucional”, disse Asmus. Também foram lançados dois projetos da UFGD aprovados pelo MPA: “Ações da Incubadora de Tecnologias Sociais e Solidárias (ITESS) para o Desenvolvimento da Aquicultura e Pesca no Território da Cidadania da Grande Dourados”; “Centro de Piscicultura Experimental, Treinamento e Difusão Tecnológica da Grande Dourados”.



O projeto da Embrapa visa à constituição de uma rede de pesquisa regional, com a construção de uma estrutura laboratorial, direcionada para geração e adequação de tecnologias de produção, nutrição e alimentação. O foco é o aproveitamento de subprodutos e coprodutos da agroindústria regional. Além disso, serão realizadas readequações do atual Laboratório de Piscicultura da Embrapa Agropecuária Oeste, para dar as condições necessárias para atender os piscicultores da região e as exigências básicas de Biossegurança.



Diversas autoridades estavam presentes na reunião. Fizeram parte da mesa o superintendente do MPA-MS, Luiz David Figueiró; o senador da República Delcídio do Amaral; o deputado federal Vander Loubet; o reitor da UFGD, Damião Duque de Farias; o delegado federal do MDA, João Grandão; e o chefe geral da Embrapa Agropecuária Oeste, Fernando Mendes Lamas.



“Mais uma vez, Dourados, dará sua contribuição para que Mato Grosso do Sul ocupe lugar de destaque no país. Com esses projetos, serão gerados conhecimentos indispensáveis para a sustentabilidade da pesca e aquicultura”, afirmou Lamas. (Com informações da assesseria)


Jornal Midiamax