Geral

Em seminário internacional, Sebrae aborda inovação empresarial como fator de competitividade

Tema será debatido no segundo dia do Seminário Internacional sobre Pequenos Negócios

Arquivo Publicado em 16/04/2012, às 22h18

None

Tema será debatido no segundo dia do Seminário Internacional sobre Pequenos Negócios

Apesar de representarem 99% das empresas brasileiras, os micro e pequenos negócios colaboram com pouco mais de 20% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. O caminho para elevar a participação desse segmento na economia é elevar a produtividade, o que deve ser obtido com investimento em inovação.


Práticas de inovação serão tema de debate no segundo dia do Seminário Internacional sobre Pequenos Negócios, promovido pelo Sebrae, entre os dias 18 e 20 de abril. A partir das 13h do dia 19, uma mesa abordará a aplicação de práticas inovadoras no dia a dia das micro e pequenas empresas.


O objetivo é mostrar como aspectos de inovação podem ajudar a elevar a competitividade dos pequenos negócios em um mercado cada vez mais exigente. Até 2015, o Sebrae deve investir mais de R$ 780 milhões em programas que têm como foco a inovação. A instituição pretende conscientizar as micro e pequenas empresas de que não se trata apenas de mudanças tecnológicas, mas, também, de gestão, de busca de mercados, de se ampliar o valor agregado dos produtos.


O primeiro palestrante do painel vai mostrar que a inovação pode funcionar como eixo central da competitividade. O Ph.D. em História Econômica, Charles Edquist, da University of Lund, da Suécia, falará sobre práticas inovadoras como ferramenta de sustentabilidade das micro e pequenas empresas. Em sua apresentação, o acadêmico vai analisar como essa ferramenta é essencial para o atendimento de consumidores cada vez mais exigentes, tanto no mercado nacional como o internacional.


Presidente da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), o doutor em sociologia pela Universidade de São Paulo (USP), Glauco Arbix, vai falar sobre as iniciativas de apoio à inovação por instituições brasileiras. Para Arbix, a inovação é o desafio mais importante que se impõe ao país nesse momento. Segundo ele, o Brasil poderá sustentar seu crescimento e melhorar seu grau de desenvolvimento se construir uma economia baseada em conhecimento, tecnologia e educação.


Também integrante da mesa, o empresário Jorge Gerdau trará uma visão prática sobre como a inovação é necessária para tornar as empresas mais competitivas. Acionista e presidente do Conselho de Administração de uma das empresas de maior sucesso do Brasil, a Gerdau, o empresário tem forte atuação na busca pela eficiência e qualidade da gestão nos setores público e privado. O objetivo da participação dele é apresentar os conceitos teóricos e, posteriormente, apresentar um exemplo prático da utilização do conceito na produção.


O debate sobre inovação faz parte do objetivo do Sebrae de discutir os desafios dos pequenos negócios frente às novas oportunidades que se apresentam no mercado nacional. Além desse tema, no mesmo dia serão discutidos a sustentabilidade e os novos mercados que surgiram nos últimos anos, como o da Nova Classe Média e o da web 2.0.


O evento é realizado no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo, entre 18 e 20 de abril, e tem como público cerca 300 convidados, entre representantes de empresas privadas, de instituições de pesquisa, do poder público, da imprensa e colaboradores do Sebrae.

Jornal Midiamax