Geral

Em dúvida, governistas falam até em trocar vice de Giroto

Deputados e vereador confirmaram que integrantes da coordenação da campanha pensam na hipótese de troca e cogitam pesquisas para avaliar se Dagoberto pode ter atrapalhado o desempenho de Giroto

Arquivo Publicado em 10/10/2012, às 18h01

None
488979605.jpg

Deputados e vereador confirmaram que integrantes da coordenação da campanha pensam na hipótese de troca e cogitam pesquisas para avaliar se Dagoberto pode ter atrapalhado o desempenho de Giroto

Os governistas ainda estão tentando encontrar uma alternativa para alavancar o candidato Edson Giroto (PMDB) no segundo turno. O próprio líder do partido, governador André Puccinelli (PMDB), já declarou que nem os marqueteiros sabem qual o rumo a seguir. Diante de tantas dúvidas, alguns defendem a troca do vice, Dagoberto Nogueira (PDT).

O vereador Airton Saraiva (DEM) afirmou que pessoas da coordenação da campanha pensam na hipótese de troca e cogitam pesquisas para avaliar se Dagoberto pode ter atrapalhado o candidato. Segundo Saraiva, a pesquisa também servirá para verificar o que pode mudar. “Precisa saber o que os eleitores que votaram no Reinaldo Azambuja (PSDB) estão querendo”, ponderou.

O presidente municipal do PDT, vereador Paulo Pedra, disse que não há possibilidade de mudança do vice. Ele afirmou que isso não foi questionado e que Dagoberto só poderia ser substituído por alguém do PDT.

Pedra não acredita que o correligionário seja o problema do desempenho abaixo do esperado. “O maior desgaste desta eleição o pessoal já sabe qual foi. Tem que consertar isso daí”, declarou, sem dar detalhes. “A rejeição é clara. Todo mundo sabe qual é. Não é o Dagoberto. É o modelo”, finalizou o vereador.

Na Assembleia Legislativa, também corre solto o comentário sobre a possibilidade de mudança na chapa majoritária. Os parlamentares, no entanto, frisaram que, por enquanto, tudo não passa de boato. “Já ouvi sobre a possibilidade de troca, mas na reunião de análise de campanha, na segunda(8) e na terça-feira (9), nada foi confirmado”, informou o deputado Marquinhos Trad (PMDB).


Felipe Orro (PDT) também confirmou ouvir vários comentários sobre a possíbilidade. Diante de tanta especulação, chegou a ligar para Dagoberto. “Ele não confirmou nenhum mudança e disse que ninguém conversou com ele sobre tal possibilidade”, contou.

Jornal Midiamax