Geral

Em discurso de Natal, Bento XVI defende ‘família tradicional’

O papa Bento XVI fez neste sábado (22/12) uma forte defesa teológica e filosófica sobre a família heterossexual e sobre a antropologia que a sustenta, durante um discurso para os presságios natalícios. O Papa também defendeu um diálogo interreligioso como condição para a paz entre os povos. O centro do discurso foi baseado na defesa […]

Arquivo Publicado em 22/12/2012, às 22h15

None

O papa Bento XVI fez neste sábado (22/12) uma forte defesa teológica e filosófica sobre a família heterossexual e sobre a antropologia que a sustenta, durante um discurso para os presságios natalícios. O Papa também defendeu um diálogo interreligioso como condição para a paz entre os povos.



O centro do discurso foi baseado na defesa da família fundada no casamento entre homem e mulher. De acordo com Bento XVI, negando essa união, “desaparecem também as figuras-chave da existência humana, o pai, mãe, filho, dimensões essenciais da experiência de do ser humano”.



Lembrando de sua viagem ao Líbano, o Papa também destacou a importância de um diálogo interreligioso e recomendou aos cristãos que dialogam com outros fieis a serem “livres e, ao mesmo tempo, seguros”.



Esse diálogo entre diferentes religiões é “condição necessária para a paz no mundo”, defendeu Bento XVI, afirmando que o cristianismo pode se basear em sua própria identidade para iniciar essa conversa.


Jornal Midiamax