Geral

Em Campo Grande, 561,6 mil eleitores vão às urnas no domingo escolher novo prefeito

Neste domingo (28), 31.725.967 brasileiros vão às urnas para escolher prefeitos no segundo turno em 50 cidades, sendo 17 delas capitais de estado. Em Campo Grande, 561,6 mil eleitores decidirão entre os candidatos Alcides Bernal (PP) e Edson Giroto (PMDB). O Estado de São Paulo possui o maior número de cidades que terão eleição de […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 13h09

None

Neste domingo (28), 31.725.967 brasileiros vão às urnas para escolher prefeitos no segundo turno em 50 cidades, sendo 17 delas capitais de estado. Em Campo Grande, 561,6 mil eleitores decidirão entre os candidatos Alcides Bernal (PP) e Edson Giroto (PMDB).


O Estado de São Paulo possui o maior número de cidades que terão eleição de segundo turno, ao todo serão 12 cidades. Em seguida, vem Rio de Janeiro com sete e, em terceiro lugar, está o Paraná com cinco cidades.


No Mato Grosso do Sul somente Campo Grande, com 561.620 eleitores, tinha possibilidade de decidir a eleição municipal em segundo turno. A segunda rodada de votação é realizada nos municípios com mais de 200 mil eleitores quando nenhum dos candidatos consegue metade mais um dos votos.


Candidatos da Capital


Natural de Corumbá/MS, Bernal foi o mais votado no primeiro turno, com 176.288 votos, o equivalente a 40,18% do total apurado. É jornalista, radialista e advogado e já exerceu dois mandatos de vereador em Campo Grande. Atualmente, é deputado estadual. Aos 47 anos, Bernal disputa a prefeitura pela primeira vez.


O adversário de Alcides Bernal é o deputado federal Edson Giroto, que recebeu 122.813 votos no primeiro turno, o equivalente a 28% do total. Giroto também disputa a prefeitura de Campo Grande pela primeira vez. Engenheiro, Giroto nasceu em Oscar Bressane/SP, tem 53 anos e já foi secretário municipal de Obras na capital sul-mato-grossense.


O futuro prefeito administrará um PIB (Produto Interno Bruto) de R$ 11,6 bilhões, a maior parte proveniente dos setores de serviços e comércio (R$ 7,8 bilhões). A agricultura também tem papel de destaque na economia. Apesar de a agropecuária responder por apenas R$ 107,8 milhões do PIB, Campo Grande é o quarto maior produtor de leite do país e tem o terceiro maior rebanho suíno do Estado.

Jornal Midiamax