Geral

Dupla Gian e Giovani faz show aberto em Caarapó dia 7

A dupla Gian e Giovani é uma das atrações da festa de comemoração dos 54 anos de emancipação política administrativa de Caarapó, comemorado no próximo dia 20. Para celebrar o aniversário, a prefeitura estará mais uma vez realizando uma sequência de shows em praça pública. Serão três noites, ou seja, 7, 8 e 9 de […]

Arquivo Publicado em 30/11/2012, às 13h40

None
1465746430.bmp

A dupla Gian e Giovani é uma das atrações da festa de comemoração dos 54 anos de emancipação política administrativa de Caarapó, comemorado no próximo dia 20. Para celebrar o aniversário, a prefeitura estará mais uma vez realizando uma sequência de shows em praça pública. Serão três noites, ou seja, 7, 8 e 9 de dezembro, sendo que na sexta-feira (7), todas as expectativas estão voltadas para o show sertanejo, a partir das 21h, defronte ao Estádio Carecão.


Já nos dias 8 e 9 – sábado e domingo -, animarão a festa, respectivamente, a Banda Vida Reluz (católica), e o cantor André Valadão (evangélica), na sétima edição da Noite de Ação de Graças, defronte o Ginásio de Esportes, com início previsto para as 21h.


Escolha


A escolha da dupla se deu através de pesquisa realizada pelo site CaarapoNews, feita a pedido da Assessoria de Comunicação da prefeitura de Caarapó, que apontou os cantores como preferidos dos internautas, entre Milionário & José Rico, Matogrosso & Mathias e Chico Rey & Paraná.


O prefeito Mateus Palma de Farias (PR) disse que, antes de se decidir pelos artistas da enquete, fez a sondagem de alguns artistas de sucesso nacional, “mais badalados”, como Jorge e Mateus, Victor e Léo, Bruno e Marrone, por exemplo, “mas esbarramos no alto custo dos cachês, que podem variar entre R$ 250 mil e R$ 350 mil”. “Não podemos disponibilizar esses valores para um show popular, pois temos outras prioridades que absorvem grande soma de recursos”, acrescentou.


A dupla


De acordo com o site dos cantores sertanejos, a história de sucesso da dupla Gian e Giovani, que é uma das mais consagradas do Brasil, começou em Franca, interior de São Paulo, quando os irmãos Aparecido e Marcelo, ainda crianças, tocavam violão escondido do pai, Francisco. A brincadeira foi ficando séria, e logo o pai dos meninos percebeu o grande talento dos filhos e já nessa época, Aparecido se revelou um autodidata, pois conseguia tocar várias músicas ouvindo-as apenas uma vez.


Então, o pai Francisco resolveu incentivar os três filhos, Aparecido, Marcelo e Arnaldo, que formaram o trio Sereno, Sereninho e Gauchinho. Em pouco tempo, eles já estavam fazendo apresentações ao vivo em bares e restaurantes. Depois de assistir a uma das apresentações do trio, um comerciante da região resolveu dar uma força, e, com a ajuda do padrinho, decidiram transformar o trio em dupla, com o nome artístico Gian e Giovani, e o irmão Arnaldo um integrante da banda. O primeiro tape da dupla foi gravado com muito sacrifício e trabalho, e apresentado para a extinta Gravadora Continental, que lançou o primeiro LP em 1988.


O primeiro grande sucesso da dupla foi “Amante Anônimo”, seguido por “Espuma da Cerveja”, “Você em Minha Vida”, entre outras, garantindo a presença de Gian e Giovani nas paradas de sucesso brasileiras.


Já no segundo LP, a dupla Gian e Giovani alcançou a vendagem de aproximadamente 400 mil cópias. A música “Nem Dormindo Consigo Te Esquecer” ganhou vários prêmios. A dupla definitivamente alcançou a consagração nacional. De lá pra cá, os dois cantores não pararam mais. Com pouco mais de 20 anos de carreira e 17 álbuns lançados, incluindo um CD e DVD “Uma História de Sucesso”, é possível dizer que Aparecido e Marcelo, ou melhor, que Gian e Giovani são um grande exemplo de verdadeiros vencedores.


Em agosto de 2009, a dupla lançou o CD intitulado apenas com o nome dos irmãos. A inédita “Se é amor” foi escolhida como carro-chefe com ampla execução nas rádios do Brasil, seguida de “Fonte de Desejos”.No ano de 2010, Gian & Giovani receberam o convite para participação do especial Emoções Sertanejas, uma homenagem aos 50 anos de carreira de Roberto Carlos. A música escolhida foi “Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo”, que na interpretação da dupla levantou e emocionou o público do ginásio do Ibirapuera em São Paulo. O clássico do rei, sob nova versão, foi uma das mais pedidas nas rádios do Brasil.

Jornal Midiamax