Geral

Dourados realiza campanha de vacinação contra gripe em maio

A Prefeitura de Dourados, através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza no dia 5 de maio a Campanha Nacional de Vacinação contra gripe (Influenza). A Saúde disponibilizará uma equipe de 400 pessoas para o trabalho. A divulgação será feita através de banners e carro de som. A campanha tem apoio do Exército, Guarda Municipal e […]

Arquivo Publicado em 17/04/2012, às 14h17

None

A Prefeitura de Dourados, através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza no dia 5 de maio a Campanha Nacional de Vacinação contra gripe (Influenza). A Saúde disponibilizará uma equipe de 400 pessoas para o trabalho. A divulgação será feita através de banners e carro de som. A campanha tem apoio do Exército, Guarda Municipal e do Shopping Avenida Center.


Os postos fixos são as 36 unidades de saúde na cidade e nos distritos. Além das unidades fixas das aldeias, mais duas unidades volantes vão fazer a vacinação na Reserva Indígena. Também haverá postos de vacinação no Shopping Avenida Center, Praça Antônio João, Unidade de Saúde Tipo A e Picadinha.


Dourados tem população aproximada de 38 mil pessoas nos grupos a serem vacinados. A equipe de saúde montará uma estrutura de 42 postos de vacinação, que vão funcionar das 8h às 17h, exceto no Shopping Avenida Center, que terá horário alternativo – das 10h às 20h.


A campanha nacional de vacinação contra a Influenza tem como principal objetivo reduzir a mortalidade, as complicações e as internações decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza. A meta é vacinar pelo menos 80% dos grupos escolhidos para a vacinação, o que representa aproximadamente 30.400 pessoas.


A população alvo da campanha são crianças de 6 meses a menores de dois anos de idade (1 ano 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, gestantes, indígenas e idosos com 60 anos ou mais.


A vacinação de mulheres grávidas contra a Influenza é segura em qualquer idade gestacional. A experiência com a vacina Influenza sazonal inativada e com a vacina Influenza pandêmica (H1N1) 2009 inativada, no Brasil e em outros países, não identificou risco associado ao uso da vacina em gestantes.


A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) recomenda que sejam tornados inaptos pelo período de 48 horas os doadores de sangue que tiverem sido vacinados contra a Influenza.


A vacina Influenza sazonal não deve ser administrada em pessoas com história de reação anafilática prévia ou alergia severa relacionada a ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina. Pessoas que apresentaram reações anafiláticas graves a doses anteriores também não devem receber a vacina.


INFLUENZA


A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais.


A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que após contato com superfícies recém contaminadas por secreções respiratórias podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.


A maioria das pessoas infectadas se recupera dentro de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas e, idosos, a infecção pode levar a formas clinicamente graves, pneumonia e morte.


A vacinação desses grupos é considerada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) como a mais eficaz como prevenção para a redução da ocorrência da doença, internações e óbitos.

Jornal Midiamax