Geral

Distrito de Jamapará, em Sapucaia, tem risco de novos deslizamentos

A localidade de Jamapará, distrito de Sapucaia, região centro-sul fluminense, está em área de risco de novos deslizamentos de terra, segundo informou hoje (10) o secretário municipal de Defesa Civil, Marco Antonio Teixeira. As equipes de resgate retiraram 13 corpos dos escombros, sendo cinco deles na manhã de hoje (10). As vítimas são três mulheres […]

Arquivo Publicado em 10/01/2012, às 21h10

None

A localidade de Jamapará, distrito de Sapucaia, região centro-sul fluminense, está em área de risco de novos deslizamentos de terra, segundo informou hoje (10) o secretário municipal de Defesa Civil, Marco Antonio Teixeira. As equipes de resgate retiraram 13 corpos dos escombros, sendo cinco deles na manhã de hoje (10). As vítimas são três mulheres e dois homens. Devido ao risco de novos deslizamentos, várias famílias podem deixar suas casas.

“O trabalho de buscas continua, não vai parar. A gente está buscando com o maior esforço todas essas pessoas que permanecem desaparecidas. O resgate está sendo feito ininterruptamente com algumas paralisações por necessidade, pois às vezes chove forte. Nós estamos trabalhando com máquinas e com cães farejadores”, disse Teixeira.

De acordo com o secretário, a prefeitura está dando suporte aos desalojados da região. Segundo ele, além da escola municipal, um Centro Integrado de Educação Pública (Ciep) do estado foi colocado à disposição dos moradores, que por medida de segurança estão impedidas de retornar às suas casas.

“A Defesa Civil vai aos locais para a gente explicar as pessoas que não podem ficar na região. Quando elas não têm para onde ir, nós temos a disposição o Ciep e a escola municipal de Jamapará”.

O secretário de Defesa Civil informou ainda que os 13 corpos retirados dos escombros foram identificados e dez foram enterrados no cemitério da cidade. Nove pessoas permanecem desaparecidas na localidade, entre elas, uma família que teria se refugiado em um veículo para não ser atingida pelos deslizamentos de terra na madrugada de segunda-feira (9).

Jornal Midiamax