Geral

DIEESE/MS promove seminário Estadual sobre economia sul-mato-grossense

O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) promove no dia 1° de novembro a partir das 9 horas no auditório da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) um seminário estadual para abordar a relação da crise econômica com a economia sul-mato-grossense e os impactos da terceirização na vida […]

Arquivo Publicado em 26/10/2012, às 12h08

None

O DIEESE (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos) promove no dia 1° de novembro a partir das 9 horas no auditório da FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) um seminário estadual para abordar a relação da crise econômica com a economia sul-mato-grossense e os impactos da terceirização na vida do trabalhador.


De acordo com Andréia Ferreira, supervisora técnica do escritório do DIEESE em Mato Grosso do Sul, um dos aspectos centrais do estudo desenvolvido é mensurar o real comprometimento do impacto da crise internacional no nível de investimento do Governo do Estado. “O mercado tem sinalizado bem os efeitos da crise. No que se refere ao setor público o governo alega a escassez de recursos. Vamos desvendar o tamanho do impacto dessa crise econômica para o nosso Estado e demonstrar precisamente se o argumento governamental converge com a realidade do mercado”, explica.


Terceirização x Precarização


Sobre o painel que vai analisar a terceirização e os impactos na vida do trabalhador, a técnica do DIEESE explica que o debate foi sugerido pelo SINERGIA – MS (Sindicato dos Trabalhadores da Industria e Comércio de Energia do Estado de Mato Grosso do Sul). De acordo com Andréia o sindicato vem enfrentando dificuldades em relação à questão. “ Se pensarmos exclusivamente em relação à economia financeira para as empresas, a terceirização é plausível porque é possível ajustar melhor as contas, isso se formos pensar somente em números,mas e a qualidade nas condições de trabalho,a segurança institucional do trabalhador que muitas vezes deixa de receber uma série de benefícios em relação a direitos trabalhistas. Vamos abordar a terceirização de maneira geral como ocorre no setor público e no setor privado, não somente no setor elétrico”.


O palestrante convidado é o coordenador de relações sindicais do DIEESE nacional, José Silvestre Prado.


A coordenadora da instituição em MS, Sueli Veiga Melo, destaca a importância do trabalho do DIEESE em Mato Grosso do Sul. “Um dos fundamentos do DIEESE é o de subsidiar os trabalhadores para que possam fazer as suas reivindicações com mais consistência, com mais dados e assim se instrumentalizarem, possibilitando mais chances de serem atendidos na suas demandas”,afirma, Sueli.

Jornal Midiamax