Geral

Dez dias antes da inauguração, população opina sobre nova aparência da Ary Coelho

Ambulantes continuam preocupados com a utilização do espaço, que ainda não foi liberado ou proibido pela Prefeitura de Campo Grande.

Arquivo Publicado em 14/09/2012, às 02h00

None
1097655676.jpg

Ambulantes continuam preocupados com a utilização do espaço, que ainda não foi liberado ou proibido pela Prefeitura de Campo Grande.

Por trás das lonas pretas, que recentemente foram recolocadas em alguns pontos para preservar o mistério da reforma, pessoas que passam pelo entorno da praça Ary Coelho olham pelos buracos que o vento ou a curiosidade fizeram na cortina temporária para espiar como andam as obras, a serem entregues no dia 22 de setembro.


Quem trabalha nas calçadas, ambulantes que antes de cercarem o lugar estavam do lado de dentro, reclamam da reforma. “Para mim, fizeram isso aí só para nos colocarem para fora mesmo. Não vi diferença nenhuma, só plantaram e pronto. Será que vale todo o dinheiro anunciado?”, questiona a vendedora de água e sucos Elza Gomes.


O ambulante Joedes Oliveira dos Santos vende sorvetes desde que a praça foi fechada.
“Nunca trabalhei aí dentro, mas seria bom e seguro para a gente, já que cercaram uma praça que deveria ser aberta e de todos. Quem está curtindo o parque, por exemplo, ia gostar de não precisar sair para comprar alguma coisa”, avalia.


Ele e outros ambulantes reclamam que a fiscalização da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) passaram pelo local avisando que quando a praça for inaugurada os comerciantes não poderão ficar mais lá.


“O prefeito, porém, disse na televisão quando mandou cercar a praça que não deixaria a gente sem ter como trabalhar. Agora manda os fiscais dele aqui com outra conversa”, reclamou uma das vendedoras, que não quis se identificar.


Para a doméstica Marta Regina, que parou ao lado do ponto de ônibus para comprar um sorvete, a praça também não mudou muito. “Sempre que passo aqui dou uma olhada lá para dentro, mas até agora não vi nada de mais. Está bonita, plantada, mas é só isso”, observa.


O garçom Adrian Vieira Lopes aproveitava a sombra que vinha de uma árvore de dentro da praça e comemorou a data da entrega. “Já está perto, não vejo a hora de poder entrar e aproveitar o lugar com mais segurança. Gostei de terem cercado, também trocaram o calçamento e está muito bonito”, elogiou.


A praça terá cinco entradas principais e será fechada sempre às 22h. Os banheiros serão reformados e o tradicional coreto, que já foi e voltou ao longo da história da Praça Ary Coelho, volta novamente na parte de cima dos novos sanitários.


A assessoria de comunicação da Prefeitura de Campo Grande não soube informar até o fechamento da matéria se os ambulantes vão poder utilizar a praça ou as calçadas após a inauguração.

Jornal Midiamax