Geral

Deputados voltam do recesso prevendo queda de produção durante a campanha

Depois de 19 dias de recesso, os deputados estaduais retomaram, nesta quarta-feira (1), as atividades em plenário e admitiram queda de produção durante a campanha. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB), no entanto, prometeu não deixar de apreciar matérias polêmicas no período eleitoral. Dos 24 parlamentares, quatro são candidatos a prefeito e […]

Arquivo Publicado em 01/08/2012, às 16h15

None
119116795.jpg

Depois de 19 dias de recesso, os deputados estaduais retomaram, nesta quarta-feira (1), as atividades em plenário e admitiram queda de produção durante a campanha. O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Jerson Domingos (PMDB), no entanto, prometeu não deixar de apreciar matérias polêmicas no período eleitoral. Dos 24 parlamentares, quatro são candidatos a prefeito e um a vice.


Líder do PMDB na Assembleia, o deputado Eduardo Rocha concordou que “correria” é intensa e também prevê queda de produção. “Dentro do possível, vamos conciliar o trabalho aqui da Casa com a campanha, mas que vai ficar prejudicado o trabalho na Assembleia e no Congresso Nacional eu não tenho dúvida”, reconheceu.


Jerson admitiu que “periodicamente algum deputado irá se ausentar”, mas afastou deixar para depois das eleições a apreciação de projetos polêmicos. “Tudo que estiver sendo encaminhado a esta Casa será analisado dentro do seu tempo, dentro do regimento”, prometeu.


Candidato a vice-prefeito de Campo Grande, o deputado Cabo Almi (PT) acredita que no período de campanha poucas propostas serão apresentadas. “Até mesmo porque não acredito que o Poder Executivo mandará matéria polêmica para cá neste período, porque ele também está envolvido com o processo eleitoral”, ponderou.


Um dos projetos que promete trazer polêmica para a Assembleia é o que regulamenta as contratações temporárias, apresentado pouco antes do recesso pelo governador André Puccinelli (PMDB). A oposição é contra a proposta da forma como foi apresentada por temer farra das contrações no Estado, ainda mais em período eleitoral.


Candidato a prefeito da Capital, o deputado Alcides Bernal (PP) voltou do recesso decidido a conciliar as atividades. “Nós vamos conciliar, sou um deputado que sigo na minha rotina, não sou um deputado de gabinete, sou de estar nos bairros, em contato com as pessoas, ouvindo sugestões e transformando elas em projetos”, disse.


Também concorrem a prefeito os deputados Diogo Tita (PPS), em Paranaíba e, Paulo Duarte (PT), em Corumbá. Dos cinco parlamentares candidatos, apenas Duarte não compareceu à sessão de abertura do segundo semestre do ano.


Sem votação


Na sessão de retorno do recesso, os deputados já deram uma amostra da calmaria durante a campanha. Nesta quarta-feira, não teve pauta de votações e apenas um projeto foi apresentado. A sugestão partiu de Bernal que quer instituir no Estado o Dia da Cidadania.

Jornal Midiamax