Geral

DEM cogita desistir da disputa pela Prefeitura de Nova Andradina

Depois de discutir pré-candidatura própria em Nova Andradina (cidade distante 297 quilômetros de Campo Grande), a comissão municipal do DEM cogita abdicar de seu projeto para se aliar a um dos grupos políticos que devem polarizar a disputa pela prefeitura local. No município, a única pré-candidatura ratificada é a do ex-prefeito Roberto Hashioka (PMDB). A oposição […]

Arquivo Publicado em 27/04/2012, às 17h49

None

Depois de discutir pré-candidatura própria em Nova Andradina (cidade distante 297 quilômetros de Campo Grande), a comissão municipal do DEM cogita abdicar de seu projeto para se aliar a um dos grupos políticos que devem polarizar a disputa pela prefeitura local.


No município, a única pré-candidatura ratificada é a do ex-prefeito Roberto Hashioka (PMDB). A oposição está divida entre as pré-candidaturas do presidente da Câmara Adriano Palopoli (PSD), empresário Edílson do Gás (PR) e os ex-vereadores Luiz Tadao (PT) e Milton Sena (PDT). O pré-candidato da oposição será definido por meio de pesquisa qualitativa e quantitativa


De acordo com o presidente municipal do DEM, vereador Sandro Roberto Hoice, o apoio da legenda nestas eleições ainda não foi definido. “Eu particularmente não posso responder sozinho a decisão do DEM, por isso, a partir da primeira quinzena de maio o partido se reunirá e chamará os grupos para uma conversa e negociações”, afirmou.


Contudo, o vereador revelou que a legenda ainda não descartou totalmente o projeto de candidatura própria.  “O partido quer muito uma candidatura própria, mas isso só depois que uma pesquisa apontasse um bom resultado”, ponderou


Com apenas um representante na Câmara, o DEM espera eleger ao menos dois vereadores nestas eleições. “Por isso o DEM está agindo com cautela nesta decisão”, explicou Hoice.


(Com Jornal da Nova)

Jornal Midiamax