Geral

Delcídio diz que é a vez da oposição em Campo Grande e Vander reforça união no 2º turno

Afirmando que a é a vez da oposição em Campo Grande, o senador Delcídio do Amaral (PT) disse que o povo está cansado desse modelo de fazer política. Assim como ele, o candidato a prefeito da Capital, Vander Loubet (PT), disse que essa é a hora da oposição governar e reforçou o projeto de união de […]

Arquivo Publicado em 17/09/2012, às 16h18

None
450047039.jpg

Afirmando que a é a vez da oposição em Campo Grande, o senador Delcídio do Amaral (PT) disse que o povo está cansado desse modelo de fazer política. Assim como ele, o candidato a prefeito da Capital, Vander Loubet (PT), disse que essa é a hora da oposição governar e reforçou o projeto de união de todos os candidatos oposicionistas em eventual segundo turno.


Delcídio disse que o PT é a verdadeira oposição do modelo político atual. Segundo ele, o povo é sábio e quer mudança.  “Existe uma exaustão do modelo de fazer política e de comandar uma cidade como Campo Grande. A gente sente isso nitidamente nas andanças que fazemos nas campanhas”, destacou.


O senador credita esse desejo ao processo de inclusão social do PT que o governo do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e da presidenta Dilma Roussef têm feito no Brasil. “O povo agora tem mais acesso à informação e sabe entender melhor a política. Essa é a vez da oposição em Campo Grande e em todo o Estado”, salientou.


Com relação à pesquisa DATAmax que divulgou a queda do candidato governista Edson Giroto (PMDB) para o segundo lugar, Vander disse que isso é a realidade que tem percebido nas ruas. “Esse projeto que tá aí está se diluindo. Percebo nas ruas que a população não aguenta mais”, ressaltou.


O petista comentou ainda que respeita a coragem dos candidatos Alcides Bernal (PP) e de Reinaldo Azambuja (PSDB) por terem abandonado o casamento com o PMDB para seguirem com candidatura própria. “Respeito a coragem do Alcides Bernal e do Reinaldo de terem se desvinculado para se candidatarem por conta própria, isso é importante prá oposição”, avaliou.


Vander aproveitou ainda para reafirmar o projeto da união dos oposicionistas num eventual segundo turno, mas enfatizou que agora é hora de se diferenciar e de focar na campanha para o dia sete de outubro. “Agora temos que nos diferenciar, se não estaríamos todos (oposicionistas) juntos. Vou intensificar minha campanha e focar mais nas propostas, mas é certo que estaremos unidos no segundo turno”, finalizou.

Jornal Midiamax