Geral

Defensoria Pública de Sidrolândia garante que criança volte a viver com a mãe biológica

Uma criança de 11 anos voltou a viver com a mãe biológica em Minas Gerais, após a atuação da Defensoria Pública de Sidrolândia, município a 64 quilômetros de Campo Grande. A Defensora Pública, lotada na 1ª DP de Sidrolândia, Thaisa Raquel Medeiros de Albuquerque, atuou como curadora especial na ação de destituição do poder familiar, […]

Arquivo Publicado em 05/10/2012, às 20h01

None

Uma criança de 11 anos voltou a viver com a mãe biológica em Minas Gerais, após a atuação da Defensoria Pública de Sidrolândia, município a 64 quilômetros de Campo Grande.



A Defensora Pública, lotada na 1ª DP de Sidrolândia, Thaisa Raquel Medeiros de Albuquerque, atuou como curadora especial na ação de destituição do poder familiar, como representante da mãe, que nunca havia sido encontrada.



O pai também foi destituído, e por isso o menino estava abrigado havia um ano, em Sidrolândia. “O Conselho Tutelar de Itapagibe (MG) entrou em contato por telefone e informou que a mãe da criança lhes procurou e tinha interesse em ter o menino de volta”, explicou a Dra. Thaisa Raquel de Albuquerque.



A Defensoria Pública constatou com a mãe havia sido afastada do menino pelo pai. “Pedi a guarda para a mãe, e com a juntada dos relatórios elaborados por assistente social e psicológico do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Minas Gerais, e também com a intervenção da assistente social que atua em Sidrolândia, o juiz concedeu a guarda para a mãe”, explicou a Defensora Pública.



Há 40 dias a mãe estabeleceu contato e mostrou interesse em ter o filho de volta.


Jornal Midiamax