Geral

Cruzeiro leva susto, mas goleia Chapecoense e avança na Copa do Brasil

Na partida que marcou o início de uma série decisiva na temporada, o Cruzeiro atingiu o objetivo, apesar de ter passado por um susto. A quatro dias do primeiro jogo das semifinais do Campeonato Mineiro, o time celeste goleou a Chapecoense, por 4 a 1, nesta quarta-feira, na Arena do Jacaré, e avançou às oitavas […]

Arquivo Publicado em 19/04/2012, às 01h54

None

Na partida que marcou o início de uma série decisiva na temporada, o Cruzeiro atingiu o objetivo, apesar de ter passado por um susto. A quatro dias do primeiro jogo das semifinais do Campeonato Mineiro, o time celeste goleou a Chapecoense, por 4 a 1, nesta quarta-feira, na Arena do Jacaré, e avançou às oitavas de final da Copa do Brasil. O adversário será o Atlético-PR.


Porém, a classificação não foi tão tranquila como se esperava. Surpreendido por gol no primeiro tempo da Chapecoense, o Cruzeiro reagiu ainda na primeira etapa. Porém, o time mineiro só deslanchou na metade da etapa final, quando marcou mais três gols e selou a vaga na competição. Wellington Paulista marcou duas vezes, e Thiago Carvalho e Anselmo Ramon fizeram os dois gols.


Na partida de ida, houve empate em 1 a 1 em Chapecó, o que obrigou a realização do segundo jogo. Com isso, o Cruzeiro entrou em campo podendo empatar por 0 a 0 para se classificar. A Chapecoense também jogava pelo empate, desde que por dois ou mais gols. O time mineiro encara agora o Atlético-PR, que eliminou o Criciùma na segunda fase.


No próximo domingo, o Cruzeiro volta a fazer um jogo decisivo. O time celeste terá o clássico com o América-MG, às 18h30, na Arena do Jacaré, pelas seminfinas do Estadual.


No primeiro tempo, o Cruzeiro demorou a entrar no jogo e deu espaço à Chapecoense, que não vacilou. Depois de perder uma boa chance aos 20min, em que Eber recebeu na área e chutou rente ao travessão, o time catarinense abriu o placar aos 32min. Eliomar arriscou de fora da área e a bola sobrou para Fabiano, que bateu forte de perna esquerda e Fábio não segurou.


Depois de sofrer o gol, o Cruzeiro acordo na partida e partiu para a pressão. Aos 43min, Wallyson fez boa jogada e chutou rasteiro. O goleiro Rodolpho rebateu, mas Wellington Paulista não alcançou a bola. Dois minutos depois, o time mineiro empatou: Marcos cruzou da direita e Thiago Carvalho tocou para o gol.


Nos acréscimos do árbitro, Victorino desperdiçou excelente oportunidade de ampliar. Depois de receber de Wellington Paulista, o zagueiro uruguaio chutou forte, mas a bola explodiu em Rodolpho e saiu a escanteio. “O importante é termos a postura que tivemos nos últimos dez minutos para o segundo o segundo tempo”, afirmou o técnico Vágner Mancini.


No segundo tempo, o Cruzeiro demorou a ampliar. Apesar da pressão sobre o adversário, o time celeste criava poucas oportunidades de gol. Aos 22min, Wellington Paulista recebeu fora da área, dominou e chutou de perna esquerda. A bola bateu na trave antes de entrar.


O Cruzeiro continuou em cima do adversário e ampliou aos 29min. Anselmo Ramon, em jogada individual, passou por dois adversários e bateu rasteiro no canto esquerdo de Rodholfo. O time mineiro ampliou quatro minutos depois, novamente com Wellington Paulista, que recebeu na frente e tocou com categoria na saída do goleiro.


Jornal Midiamax